Governadores proíbem filas noturnas em mercados na Venezuela

Governadores de três estados proibiram a espera noturna nos mercados em meio ao atual período de filas longas e, às vezes, com desordem em volta de lojas

Caracas - Governadores de três Estados venezuelanos proibiram a espera noturna nos mercados em meio ao atual período de filas longas e, às vezes, com desordem em volta de lojas do país atingido pela escassez de produtos básicos.

A falta de mercadorias, de leite a papel higiênico, piorou desde os problemas na distribuição durante as festas de fim de ano, levando muitos a esperar nas primeiras horas do dia, em pé ou em redes, antes de os mercados abrirem.

As filas e a frequente disputa por lugares quando as lojas finalmente abrem são um constrangimento e uma irritação para os venezuelanos. Também tem havido protestos e prisões.

"Vamos proibir filas do lado de fora de estabelecimentos comerciais", disse a governadora de Falcón, Stella Lugo, na noite de terça-feira. "As forças de segurança receberam as instruções." Ela se juntou aos governadores de Bolívar e Yaracuy, que anunciaram as mesmas medidas recentemente.

"Filas durante a noite são perigosas para as pessoas", disse o governador de Bolívar, Francisco Rangel.

Em alguns lugares, autoridades estão controlando o acesso das pessoas aos mercados, usando o número da carteira de identidade.

A escassez de produtos afetou a popularidade do presidente, Nicolás Maduro, que atingiu 22 por cento em dezembro, de acordo com a Datanalisis.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.