EUA declara embaixador do Equador como 'persona non grata'

Decisão norte-americana veio depois de a embaixadora do país no Equador também ser expulsa

Washington - O governo dos EUA declarou nesta quinta-feira como "persona non grata" o embaixador equatoriano, Luis Gallegos, em resposta à "injustificada" decisão do Equador de expulsar a embaixadora americana, Heather Hodges.

Segundo informações concedidas à Agência Efe por fontes do Departamento de Estado americano, o secretário de Estado adjunto para a América Latina, Arturo Valenzuela, comunicou a decisão hoje ao embaixador Gallegos, que deverá deixar o país imediatamente.

A expulsão de Gallegos representa mais um passo na escalada de tensão entre os dois países depois de o governo de Rafael Correa ter declarado Hodges como "persona non grata" em resposta a uma suposta denúncia feita por ela de casos de corrupção na polícia equatoriana. A acusação estava em um documento divulgado pelo site "Wikileaks".

"A injustificada ação do governo do Equador não nos deixa outra opção que não seja a de adotar uma ação recíproca. A embaixadora Hodges é uma de nossas diplomatas com mais experiência e talento", disse o Departamento de Estado por meio de nota oficial.

O conflito com Quito soma-se aos que os Estados Unidos tiveram com Bolívia e Venezuela. Os três países são membros da Aliança Bolivariana para as Américas (Alba), e em nenhum deles Washington tem embaixador atualmente.

Em 2008, a Bolívia expulsou o embaixador americano em La Paz Philip Goldberg, e a Venezuela fez o mesmo um dia depois com o chefe da delegação americana em Caracas, Patrick Duddy. Washington reagiu com igual dureza e expulsou os embaixadores Gustavo Guzmán, da Bolívia, e Bernardo Álvarez, da Venezuela.

No ano seguinte, o governo americano restabeleceu as relações diplomáticas plenas com a Venezuela, mas não com a Bolívia. Após a recusa de Caracas em 2010 a aceitar Larry Palmer como novo embaixador americano, Washington atua diplomaticamente em ambos os países por meio de encarregados de negócios.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.