EUA ameaçam aplicar sanções contra UE por subsídios da Airbus

País considera que bloco mantém os subsídios para a empresa de aviação e quer punição de até US$ 10 bilhões

Washington - O Governo dos Estados Unidos pedirá autorização à Organização Mundial do Comércio (OMC) para aplicar sanções comerciais entre US$ 7 bilhões e US$ 10 bilhões contra União Europeia (UE) por seus subsídios concedidos a Airbus.

O representante comercial do governo dos Estados Unidos, Ron Kirk, afirmou que a UE, ao contrário do que havia informado, não retirou os subsídios a Airbus, e até mesmo aumentou a ajuda para a produção e o desenvolvimentos de aviões civis.

'A OMC expos claramente que a alocação de recursos para a fabricação de aeronaves da Airbus foi uma espécie de subsídio incompatível com as regras da organização, e que prejudicaram a indústria e o emprego nos EUA', afirmou Kirk.

O representante comercial disse ainda que apesar dos EUA exigirem o fim imediato da prática, o país seguirá negociando com a UE para chegar a um acordo para acabar com os subsídios.

O governo americano chegou a pedir autorização do Órgão de Resolução de Disputas da OMC, em Genebra, para impor multas anuais à UE.

Meses atrás, o tribunal de apelações da OMC considerou que a Airbus recebeu US$ 18 bilhões milhões em subsídios ilegais ao longo de vários anos. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.