Estado Islâmico assume ataque contra hotel na Tunísia

O grupo jihadista reivindicou responsabilidade pelo ataque contra um hotel turístico na Tunísia que matou 39 pessoas

Cairo - O grupo militante Estado Islâmico reivindicou responsabilidade pelo ataque contra um hotel turístico na Tunísia nesta sexta-feira que matou 39 pessoas, incluindo britânicos e alemães, de acordo com uma declaração publicada no Twitter.

"Nosso irmão, o soldado do Califado, Abu Yihya al-Kairouni, atingiu seu alvo, o hotel Imperial, apesar das medidas de segurança", segundo a mensagem.

A declaração dizia ainda que o grupo tinha atacado um "bordel" e matado 40 "infiéis".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também