Cogumelos, cocaína, LSD...: Oregon descriminaliza porte de todas as drogas

Porte de pequenas quantidades de qualquer droga não leva mais à prisão no estado; outros estados também legalizaram uso recreativo da maconha

Nesta terça-feira (3), o estado americano do Oregon descriminalizou o porte de pequenas quantidades de todas as drogas, incluindo cocaína, heroína, LSD e metanfetamina. A partir de agora, quem for pego portando essas drogas poderá evitar a prisão pagando uma multa de US$100 e participando de um programa de recuperação de dependentes - evitando a prisão.

Primeiro estado a legalizar a maconha nos EUA, o Oregon usará as receitas oriundas desse mercado para financiar os centros de tratamento que receberão esses usuários. Outros quatro estados, incluindo Nova Jersey e Arizona, também legalizaram o uso recreativo da maconha.

Aprovada pelo voto popular, a mudança na legislação no Oregon também descriminalizou o uso terapêutico de cogumelos psicodélicos - uma alternativa que, há muito tempo, vem ganhando espaço na medicina americana e em todo o mundo.

A vitória de hoje é uma declaração histórica de que chegou a hora de parar de criminalizar as pessoas pelo uso de drogas

Kassandra Frederique, diretora executiva da Drug Policy Alliance

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 9,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.