Acompanhe:

Candidata da extrema-direita, Giorgia Meloni tem vitória histórica na Itália

A líder do partido Irmãos da Itália (Fratelli d'Italia) celebrou o resultado sem precedentes obtido e tentou tranquilizar os eleitores que não votaram em seu partido

Modo escuro

Continua após a publicidade
Giorgia Meloni: candidata da extrema-direita da Itália tem vitória histórica nas eleições (Riccardo Fabi/NurPhoto/Getty Images)

Giorgia Meloni: candidata da extrema-direita da Itália tem vitória histórica nas eleições (Riccardo Fabi/NurPhoto/Getty Images)

A
AFP

Publicado em 26 de setembro de 2022 às, 06h34.

A líder pós-fascista Giorgia Meloni, cujo partido Irmãos da Itália (Fratelli d'Italia) conquistou uma grande vitória nas eleições legislativas de domingo, reivindicou o papel como futura chefe de Governo e prometeu trabalhar para todos os italianos.

Em seu primeiro discurso após o triunfo histórico, a líder do Fratelli d'Italia celebrou o resultado sem precedentes obtido e tentou tranquilizar os eleitores que não votaram em seu partido.

"Não somos um ponto chegada, e sim de partida (...) A Itália nos escolheu e não vamos traí-la (...) governaremos para todos", disse.

A extrema-direita conquistou no domingo a terceira maior economia da União Europeia (UE), que pela primeira vez desde 1945 será governada por um líder pós-fascista.

A formação de Meloni, que procede da tradição neofascista, se consolidou como a maior força do país, passando de modestos 4,3% obtidos há quatro anos para 22-26%, um resultado sem precedentes, de acordo com os resultados de boca de urna. "Os italianos enviaram uma mensagem clara de apoio a um governo de direita liderado pelo Irmãos da Itália", disse.

LEIA TAMBÉM: "Estou pronta para governar a Itália", diz Giorgia Meloni em entrevista exclusiva à EXAME

O partido pós-fascista supera com folga os aliados da extrema-direita da Liga de Matteo Salvini (8,5-12,5%) e do Força Itália (6-8%) do magnata conservador Silvio Berlusconi.

Pela primeira vez desde a Segunda Guerra Mundial, um partido neofascista vai governar a Itália, graças ao fato de ter se apresentado com uma coalizão de direita que obteria no total entre 36,5% e 46,5% dos votos.

"Temos uma vantagem clara, tanto na Câmara dos Deputados quanto no Senado", comemorou Salvini no Twitter.

O Partido Democrático (PD), principal formação de esquerda, não conseguiu mobilizar o eleitorado para frear o avanço da extrema-direita, e precisou se conformar com uma cifra que oscila entre 17% e 21%.

O antissistema do Movimento 5 Estrelas (M5E) obteve entre 13,5% e 17,5% dos votos, abaixo da marca histórica de mais de 30% alcançada em 2018, porém acima do que apontavam as pesquisas de opinião.

LEIA MAIS: Itália: coalizão de extrema direita é favorita nas eleições legislativas deste domingo

Por que Giorgia Meloni foi eleita?

A ascensão vertiginosa de Giorgia Meloni se deve em grande parte ao fato de ela ter sido a única que se opôs ao governo do economista Mario Draghi por 18 meses, o que a favoreceu em recolher o descontentamento dos italianos diante da inflação, guerra e restrições durante a pandemia.

Fundada no fim de 2012 com ex-apoiadores de Berlusconi e figuras da direita neofascista, a formação superou o Partido Democrático (PD), de Enrico Letta, que estabeleceu apenas com uma aliança com um pequeno setor da esquerda ambientalista.

A líder pós-fascista, 45 anos, admiradora durante sua juventude de Benito Mussolini e conhecida por sua linguagem direta e eficaz desde seus anos como líder estudantil em Roma, também pode se tornar a primeira mulher a assumir o posto de chefe de Governo na Itália.

Juntamente com seus aliados, ela promete cortes de impostos e o bloqueio dos imigrantes que cruzam o Mediterrâneo, além de uma política familiar ambiciosa para aumentar a taxa de natalidade em um dos países com mais idosos no mundo.

A vitória de uma líder antieuropa e nacionalista levanta muitas questões no continente e muda a face da Itália, uma vez que colocaria em questão sua posição sobre a União Europeia, pois Giorgia defende a revisão de seus tratados e até a sua substituição por uma "confederação de Estados soberanos".

A representante do pós-fascismo, que não tem medo de defender uma direita pura e dura, identifica-se com o lema "Deus, pátria e família" e promete lutar contra os grupos de pressão gay e as "teorias de gênero".

"Giorgia Meloni mostrou o caminho para uma Europa orgulhosa, livre e de nações soberanas, capaz de cooperar para a segurança e prosperidade de todos", reagiu no Twitter o espanhol Santiago Abascal, do ultraconservador Vox.

A vencedora das eleições se converte em figura-chave para um eixo radical de direitas na Europa, que passa por Suécia, Polônia e Hungria. 

"Precisamos mais do que nunca de amigos que compartilhem uma visão e uma abordagem comuns da Europa", reagiu um porta-voz do primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban.

O governo que sair das eleições tomará posse no fim de outubro e terá um caminho cheio de obstáculos e sem muita margem de manobra. Terá que administrar a crise causada pela inflação galopante, enquanto a Itália já está em colapso sob uma dívida que representa 150% do PIB, a mais elevada da zona do euro, atrás da Grécia.

Receba as notícias mais relevantes do Brasil e do mundo toda manhã no seu e-mail. Cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.

Últimas Notícias

Ver mais
Chef Salvatore Loi traz autenticidade italiana ao novo Vezzoso Cucina, pertinho de São Paulo
Casual

Chef Salvatore Loi traz autenticidade italiana ao novo Vezzoso Cucina, pertinho de São Paulo

Há 19 horas

Regras para IA nas eleições serão votadas hoje pelo TSE
Inteligência Artificial

Regras para IA nas eleições serão votadas hoje pelo TSE

Há um dia

TSE vota amanhã regra para inteligência artificial nas eleições
Brasil

TSE vota amanhã regra para inteligência artificial nas eleições

Há um dia

Multas eleitorais podem ser pagas com Pix, boleto ou cartão de crédito
Brasil

Multas eleitorais podem ser pagas com Pix, boleto ou cartão de crédito

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais