Mundo

Biden diz esperar ataque do Irã contra Israel no curto prazo

Os Estados Unidos anunciaram hoje o envio de reforços ao Oriente Médio enquanto Israel está em alerta diante de um possível ataque iraniano

Guerra no Oriente Médio: o Irã prometeu retaliar o ataque de 1º de abril contra seu consulado em Damasco, uma operação que atribuiu a Israel (Brendan SMIALOWSKI/AFP)

Guerra no Oriente Médio: o Irã prometeu retaliar o ataque de 1º de abril contra seu consulado em Damasco, uma operação que atribuiu a Israel (Brendan SMIALOWSKI/AFP)

AFP
AFP

Agência de notícias

Publicado em 12 de abril de 2024 às 18h45.

Última atualização em 12 de abril de 2024 às 19h16.

O presidente americano, Joe Biden, disse nesta sexta-feira, 12, acreditar que o Irã atacará em breve Israel em represália a um bombardeio na Síria, o que pediu que não aconteça.

"Não quero dar informação confidencial, mas minha expectativa é que será mais cedo ou mais tarde", disse o presidente americano. Perguntado sobre a mensagem que gostaria de transmitir ao Irã, respondeu: "Não o faça! Ajudaremos Israel a se defender e o Irã vai fracassar."

Crise no Oriente Médio

Os Estados Unidos anunciaram hoje o envio de reforços ao Oriente Médio enquanto Israel está em alerta diante de um possível ataque iraniano.

O Irã prometeu retaliar o ataque de 1º de abril contra seu consulado em Damasco, uma operação que atribuiu a Israel. Sete membros dos Guardiões da Revolução morreram nesse ataque, entre eles dois generais.

Acompanhe tudo sobre:Joe BidenIrã - PaísConflito árabe-israelenseIsraelEstados Unidos (EUA)

Mais de Mundo

Economia chinesa continua a se recuperar e melhorar, diz porta-voz do governo

Governo argentino suspende sites e redes sociais de rádio e TV públicas

China aumenta investimentos na Alemanha com foco em energias renováveis

China emitirá 1 trilhão de yuans em títulos especiais de longo prazo em 2024

Mais na Exame