Bélgica eleva alerta de terror ao mais alto nível na capital

"Temos elementos suficientes para estimar que a ameaça de ataque é precisa e iminente", disse o ministro de Relações Internacionais belga

Bruxelas - A Bélgica elevou neste sábado seu alerta de terror ao mais alto nível em Bruxelas. Estações de metrô da cidade e algumas de trem foram fechadas por precaução.

O Centro de Crise do governo belga, conhecido como OCAM, informou que havia uma séria ameaça à região de Bruxelas. Isso ocorre uma semana após os ataques de Paris, na França, cujas autoridades disseram terem sido planejados em Bruxelas.

"Temos elementos suficientes para estimar que a ameaça de ataque é precisa e iminente", disse o ministro de Relações Internacionais belga, Didier Reynders, ao chegar a uma reunião de autoridades de segurança do país, de acordo com uma agência de notícias da Bélgica.

Nenhum detalhe sobre a potencial ameaça foi dado, mas as autoridades disseram que iriam divulgar mais informações ainda neste sábado.

O Centro de Crise recomendou o fechamento do sistema de metrô neste sábado e domingo. O operador do metrô de Bruxelas, o STIB, disse que iria avaliar a situação com a polícia e outras autoridades para tomar uma decisão sobre a reabertura.

Os serviços de ônibus estão autorizados a continuar a funcionais, segundo o Centro de Crise. O órgão recomendou ainda que as pessoas evitem áreas de grande concentração, incluindo salas de concerto e terminais de transportes em Bruxelas.

Desde os atentados de Paris, a polícia belga realizou operações em toda a cidade, e os comboios de oficiais e soldados se tornaram algo comum.

A cidade abriga a Comissão Europeia e muitas instituições da União Europeia, além da sede da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). As informações são da Dow Jones.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.