Ativistas derrubam estátua de padre polonês acusado de pedofilia

Incidente, que ocorreu na noite de quarta-feira, coincide com o início nesta quinta no Vaticano de uma cúpula histórica sobre a luta contra a pedofilia
Três ativistas derrubaram na cidade polonesa de Gdansk a estátua de um ex-capelão do sindicato Solidariedade acusado de atos de pedofilia (Agencja Gazeta/Reuters)
Três ativistas derrubaram na cidade polonesa de Gdansk a estátua de um ex-capelão do sindicato Solidariedade acusado de atos de pedofilia (Agencja Gazeta/Reuters)
A
AFPPublicado em 21/02/2019 às 09:35.

Três ativistas derrubaram na cidade polonesa de Gdansk a estátua de um ex-capelão do sindicato Solidariedade acusado, segundo várias testemunhas, de atos de pedofilia.

O incidente, que ocorreu na noite de quarta-feira, coincide com o início nesta quinta no Vaticano de uma cúpula histórica sobre a luta contra a pedofilia.

Três homens colocaram uma corda em torno da estátua do padre Henryk Jankowski, falecido em 2010, e a derrubaram sobre pneus para amortecer o choque, segundo um vídeo que circula nas redes sociais.

Os ativistas divulgaram um manifesto no qual explicam que o objetivo de seu ato é "destruir o falso e odioso mito de Henryk Jankowski e não sua estátua".