Mundo

Associações médicas do Japão temem colapso do sistema de saúde

O Japão tem quase sete mil casos e cem mortes da Covid-19, mas os números estão crescendo

Pessoa usa máscara em rua vazia no Japão por causa do coronavírus, dia 8/4/2020 (Issei Kato/Reuters)

Pessoa usa máscara em rua vazia no Japão por causa do coronavírus, dia 8/4/2020 (Issei Kato/Reuters)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 12 de abril de 2020 às 10h32.

Última atualização em 13 de abril de 2020 às 18h43.

A Sociedade Japonesa de Medicina de Emergência e a Associação Japonesa de Medicina Aguda divulgaram um comunicado conjunto neste domingo, 12, alertando que o sistema de saúde do Japão pode entrar em colapso por conta do número de casos crescentes de infecção por coronavírus no país.

O informe diz que hospitais já estão recusando pacientes que chegam por conta de outras emergências, como acidentes vasculares cerebrais, problemas cardíacos e acidentes. Além disso, falam que os estoques de máscaras e equipamentos de produção individual (EPI) estão se esgotando rapidamente.

O Japão tem quase sete mil casos e cem mortes da Covid-19, mas os números estão crescendo. O governo declarou estado de emergência pedindo às pessoas que fiquem em casa.

Coreia do Sul - A Coreia do Sul reportou 32 novos casos de coronavírus nas últimas 24 horas, uma continuação da tendência de estabilização da doença no país. O total de infecções chegou a 10.512, com 7.368 pessoas recuperadas e 214 mortes (três a mais do que no sábado).

Mesmo assim, o centro de controle e prevenção de doenças do país tem preocupação que casos importados no país e a volta da circulação das pessoas pode fazer com que os casos voltem a aumentar.

Austrália - Brendan Murphy, autoridade de saúde da Austrália, diz que o país está respondendo bem à pandemia de coronavírus. "Não há nenhum lugar do planeta além da Austrália que eu gostaria de estar neste momento", disse Murphy, ao divulgar o último boletim de casos da doença: já são 6.289 infecções e 59 óbitos.

"Nós temos que manter a pressão em cima do vírus e garantir que não acabemos como outros países no mundo que vocês estão vendo nos jornais", comentou Murphy, defendendo a continuidade das medidas de isolamento social. Josh Frydenberg, tesoureiro da Austrália, corroborou o aviso, dizendo que "é perigoso e fora da realidade" remover a quarentena neste momento.

As últimas notícias da pandemia do novo coronavírus

*Com informações da Associated Press

Acompanhe tudo sobre:AustráliaCoreia do SulCoronavírusJapão

Mais de Mundo

Primeira viagem de Milei à Espanha como presidente não terá honras militares e coletiva de imprensa

Suprema Corte dos EUA confirma proibição de posse de armas a agressores domésticos

Tribunal impõe penas de prisão à família mais rica do Reino Unido por exploração de funcionários

Dez prefeitos da oposição na Venezuela são inabilitados por 15 anos após apoio a Edmundo González

Mais na Exame