Mundo
Acompanhe:

Aneel confirma que Leilão de Belo Monte ocorre próxima terça

Ficam restabelecidas todas as etapas do leilão e a licença ambiental para a construção da usina, no Rio Xingu, no Pará

Área do Rio Xingu, no Pará, onde deve ser construída a hidrlétrica de Belo Monte. (.)

Área do Rio Xingu, no Pará, onde deve ser construída a hidrlétrica de Belo Monte. (.)

D
Diogo Max

10 de outubro de 2010, 03h37

São Paulo - Foi cassada hoje a liminar que impedia a realização do leilão para a construção da usina hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu, no Pará.  A informação foi confirmada pelo Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região, em Brasília. O recurso, impetrado pela Advocacia Geral da União (AGU), foi analisado pelo presidente do TRF-1, Jirair Aram Meguerian.

Com a decisão de Meguerian, ficam restabelecidas todas as etapas do leilão e a licença ambiental para a construção da usina, no Rio Xingu (PA). A Assessoria de Imprensa da  Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) avisou que os processo e o prazo, que estava marcado para o dia 20 de abril, próxima terça-feira, permanecem os mesmos.

De acordo com a Assessoria de Imprensa, a comissão de licitação deverá emitir um novo comunicado reabrindo as etapas que antecedem o leilão, marcado para a próxima terça-feira. Hoje, pelo cronograma, vence às 18 horas o prazo para inscrições e depósitos de garantias dos consórcios e empresas interessadas em participar da disputa.

Mais cedo hoje, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) divulgou comunicado informando oficialmente da suspensão do leilão por conta da liminar cassada agora.

Leia mais sobre a disputa de Belo Monte.
 

Com informações da Agência Estado.