360 mil haitianos ainda vivem em barracas após terremoto

Segundo a OIM, que trabalha junto a organizações haitianas, 84% dessas pessoas vivem nesses acampamentos desde o início de 2010

Genebra - Quase três anos depois do terremoto que devastou o Haiti, em janeiro de 2010, cerca 360.000 haitianos ainda vivem em 496 acampamentos de emergência, indicou nesta sexta-feira a Organização Internacional de Imigrações (OIM).

Segundo a OIM, que trabalha junto a organizações haitianas, 84% dessas pessoas vivem nesses acampamentos desde o início de 2010.

Em sua maioria, essas pessoas são desempregadas, em um país que registra um índice de 58% de desemprego.

Para a OIM, essas famílias devem receber ajuda prioritariamente para poder voltar para casa em 2013 ou 2014.

Desde agosto de 2011, a OIM ajudou a cerca de 12.000 famílias a encontrar novas acomodações, sob a forma de subvenção para pagar o aluguel.

Em 2013, a OIM tem a intenção de entregar este tipo de ajuda a 15.000 famílias extras.

A OIM também lançou um pedido de ajuda internacional no valor de 2 milhões de dólares para ajudar financeiramente as famílias nos acampamentos.

Em 12 de janeiro de 2010, o Haiti foi atingido por um terremoto de magnitude de 7, que provocou a morte de 250.000 pessoas, deixou 300.000 gravemente feridas e 1,2 milhão de desabrigados.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também