Quer vender o imóvel? Loft planeja comprar mil unidades e pagar à vista

Negócios serão realizados por meio do modelo iBuyer, em que a startup realiza o pagamento à vista depois de fazer a avaliação do imóvel
Vista aérea da Vila Madalena, na zona oeste de São Paulo (Loft/Divulgação)
Vista aérea da Vila Madalena, na zona oeste de São Paulo (Loft/Divulgação)
Por Da RedaçãoPublicado em 05/03/2022 08:30 | Última atualização em 04/03/2022 10:35Tempo de Leitura: 3 min de leitura

A Loft, startup que tem uma das maiores plataformas de compra e venda de imóveis do país, planeja adquirir mais de mil imóveis nas cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro até o fim do ano por meio de seu modelo de atuação iBuyer (do termo em inglês instant buyer, ou comprador instantâneo).

A startup, que facilita a compra e a venda de apartamentos de forma digital e com preços e informações verificados para dar mais segurança para os usuários, começa o ano acelerando o seu plano de expansão. Na frente do iBuyer, a Loft compra, reforma e vende imóveis residenciais por meio de seu site.

Gostaria de aprender a investir em fundos imobiliários? Acesse aqui o curso gratuito da EXAME Academy em parceria com a B3

Neste primeiro trimestre do ano, a proptech -- como são chamadas as startups dedicadas ao setor imobiliário -- vai comprar apartamentos em bairros da cidade de São Paulo em que já atua com seu marketplace de imóveis, como Campo Belo, na zona sul; Vila Madalena, Vila Leopoldina, Alto da Lapa e Lapa, na zona oeste.

A facilidade de negociação dos imóveis -- a liquidez -- nos bairros é o principal fator analisado pela empresa na hora de comprar um apartamento.

Outros fatores que valorizam o imóvel também são levados em conta, como a localização e as características do apartamento e do condomínio.

“Buscamos liquidez imediata para esses imóveis. Avaliamos como está a demanda por compradores naquele bairro, a liquidez e as características do imóvel", disse Guilherme Nazar, VP da área de apartamentos próprios da Loft.

"Também levamos em conta critérios de portfólio: por exemplo, se atuamos na Lapa, boa parte das pessoas que busca imóvel nessa região tende a comprar no Alto da Lapa também e daí atuamos nos dois bairros para alavancar nossos resultados”, afirmou.

O iBuyer opera em diferentes bairros nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Nas outras regiões em que a Loft opera, incluindo Belo Horizonte, a empresa atua como um marketplace, em que terceiros (pessoas físicas, corretores e imobiliárias parceiras) anunciam os seus imóveis disponíveis para venda no site da Loft.

Para quem está interessado em vender um apartamento, a startup oferece realiza o pagamento à vista. Em geral, 20% do valor é liberado quando o CCV (compromisso de compra e venda) é assinado. Os demais 80% são pagos na assinatura da escritura do imóvel. A Loft oferece assistência jurídica gratuita e sem custo adicional na transação.