Acompanhe:
seloMarketing

Na despedida, Ronaldo ressalta Nike e AmBev

Empresas acompanham Fenômeno há 17 anos; na coletiva que oficializou saída dos campos, Ronaldo diz que vai se dedicar à 9ine e ao Corinthians

Modo escuro

Continua após a publicidade
Ronaldo: Nike e AmBev acompanham jogador há 17 anos (Divulgação/Nike)

Ronaldo: Nike e AmBev acompanham jogador há 17 anos (Divulgação/Nike)

P
Paulo Macedo

Publicado em 7 de março de 2011 às, 13h48.

São Paulo - O jogador Ronaldo Fenômeno oficializou no início desta tarde sua saída do futebol após carreira de aproximadamente 18 anos. No evento, no Centro Ecológico do Tietê, em São Paulo, onde funciona a base de treinamentos do Corinthians, clube que escolheu para encerrar a carreira.

O craque agradeceu publicamente aos clubes pelos quais passou, à torcida do Corinthians que considera inigualável e, por isso mesmo, entende o carinho e a ira dos integrantes, e aos seus principais patrocinadores, especialmente a Nike e AmBev que "me acompanham há 17 anos".

Ele também citou as atuais Claro e Neo Química. Prometeu não se afastar do futebol, mas no âmbito empresarial, na condução da 9ine, empresa de marketing esportivo e desenvolvimento de imagem de atletas que criou no ano pasaado em sociedade com o grupo inglês WPP. O craque manifestou ainda o desejo de ser "embaixador institucional do Corinthians".

Presidente do Corinthians, Andres Sanches participou da coletiva de imprensa ao lado de Ronaldo e disse que o contrato com a Neo Química, marca de medicamentos genéricos da holding Hypermarcas,"permanece inalterado até o final do ano". Ronaldo foi decisivo no negócio.

Sobre a decisão de parar, 10 meses antes do final do compromisso contratual com o Corinthians, Ronaldo afirmou que o fracasso da agremiação na Copa Libertadores da América 2011, uma pretensão listada como prioridade no planejamento estratégico do clube para o ano, gerando expectativa na torcida, foi fundamental para antecipar o fim da carreira. Se tivesse o desafio da Libertadores, título que lamentou não ter conseguido na sua trajetória no futebol profissional, continuaria em atividade "apesar das dores".

São sequelas das nove cirurgias pelas quais passou ao longo da carreira. Há quatro anos, descobriu quando ainda jogava no Mila que sofria de hipotiroidismo, que provoca "desacelaração do metabolismo" e leva à obesidade.

A superação foi sua marca, concomitantemente com sua genialidade. Ronaldo ganhou do presidente Sanches uma camiseta com a hashtag #semprefenomeno no Twitter, uma declaração de amor coletiva ao Fenômeno.

Veja também
Os comerciais emblemáticos da carreira de Ronaldo

Últimas Notícias

Ver mais
Shopee distribui cupons de até R$ 40 nesta segunda em ação antecipada do Dia do Consumidor
seloMarketing

Shopee distribui cupons de até R$ 40 nesta segunda em ação antecipada do Dia do Consumidor

Há 18 horas

Turismo esportivo deve movimentar US$ 1,8 trilhão até 2030; veja 5 tendências
seloMarketing

Turismo esportivo deve movimentar US$ 1,8 trilhão até 2030; veja 5 tendências

Há um dia

Flamengo anuncia concorrente do TikTok como novo patrocinador
seloMarketing

Flamengo anuncia concorrente do TikTok como novo patrocinador

Há 3 dias

Quer ser influencer da Hope? Marca quer ter 1 mil criadores até o fim de 2024
seloMarketing

Quer ser influencer da Hope? Marca quer ter 1 mil criadores até o fim de 2024

Há 4 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais