Marketing

Comercial subverte ideias sobre como mulheres deveriam agir

H&M investe em campanhas que buscam quebrar preconceitos e estereótipos

Comercial da H&M: não existe isso de "se comporte como uma mocinha" (Reprodução)

Comercial da H&M: não existe isso de "se comporte como uma mocinha" (Reprodução)

Guilherme Dearo

Guilherme Dearo

Publicado em 18 de setembro de 2016 às 07h00.

São Paulo - "Isso não é coisa de mocinha". "Mulher não faz isso". "Uma dama não se veste assim".

A nova campanha da H&M resolveu dar um basta em todo esse machismo e sexismo. 

No comercial, que divulga sua coleção de outono, a marca traz uma versão da música "She's a Lady".

As cenas mostram mulheres quebrando todos os tipos de estereótipos sobre como "uma mulher deveria agir ou se vestir". 

A criação foi da agência sueca Forsman & Bodenfors. 

A campanha conta com a atriz Lauren Hutton, a modelo Adwoa Aboah e a atriz transsexual Hari Nef, entre outros. 

Assista:

yt thumbnail

Quebrando tabus

Em campanhas passadas, a H&M já investiu na ideia de quebrar preconceitos e estereótipos no mundo da moda.

Em um comercial de 2015, a ideia era mostrar que não existe "errado" ou "pecado" quando o assunto é estilo. Cada um faz o que quiser e ponto.

No vídeo, apareciam pessoas de todos os tipos e chamou a atenção por fugir do óbvio e trazer, por exemplo, uma mulher de hijab, homens sikhs e transsexuais.

yt thumbnail

Em outro vídeo, de julho de 2016, a famosa Caitlyn Jenner, nascida William, fala sobre superação.

https://youtube.com/watch?v=38OV5g7yMEo

Acompanhe tudo sobre:ComerciaisEmpresasFast fashionFeminismoH&MIndústria de roupasLançamentosMachismoModaMulheres

Mais de Marketing

De R$ 250 a R$ 6.400, show de Andrea Bocelli movimenta experiências no Allianz Parque

Popeyes vai dar frango frito de graça para pessoas com menos de 1,55m

Ex-BBB Bia do Brás estrela nova campanha do Ton, da Stone

Cauã Reymond ativa sua conta do TikTok em parceria com marca de moda

Mais na Exame