Marketing

Campanha imagina pessoas de sucesso em 'vidas comuns'

Para falar da importância das energias renováveis, campanha de ONG mostra que é preciso pensar "além do possível" e desafiar as estatísticas

Campanha da Here Now: vídeo pensa em grandes personalidades em vidas comuns (Reprodução)

Campanha da Here Now: vídeo pensa em grandes personalidades em vidas comuns (Reprodução)

Guilherme Dearo

Guilherme Dearo

Publicado em 30 de novembro de 2015 às 15h22.

São Paulo - Uma nova campanha quer mostrar que é preciso sempre pensar em fazer o "impossível". Pensar apenas "dentro da realidade" não leva o mundo adiante.

Para isso, decidiu pensar numa realidade paralela, onde pessoas que mudaram o mundo viram pessoas comuns.

A organização Here Now, que luta para que o mundo use 100% de energia limpa e renovável, criou a campanha para a COP 21 (conferência climática que acontece agora, em Paris).

O vídeo "100% possible" (100% possível) mostra que, se as pessoas não sonhassem grande ou não se arriscassem, nada aconteceria. 

É preciso, portanto, trabalhar e acreditar em um mundo onde energias como a solar e a eólica substituam de vez os combustíveis fósseis ou a queima de carvão.

O vídeo começa com a frase "Imagine que ninguém nunca tentou fazer o impossível".

Com essa premissa fictícia, grandes personalidades mundiais se tornam casos "comuns".

Steve Jobs virou um executivo de vendas entre tantos outros. Nada de criar a Apple e revolucionar o mundo dos computadores. "Porque é muito difícil pensar diferente".

Mohandas Gandhi, o Mahatma, em vez de ser um dos políticos mais importantes da história, na Índia e no mundo, se tornou um advogado comum. "Porque o poder sempre ficou no seu caminho".

Martin Luther King continuou apenas como pastor, não como líder político e Prêmio Nobel, já que "igualdade é um sonho fora da realidade".

J.K. Rowling, autora da saga Harry Potter, continua como professora de francês, já que "ir contra a probabilidade é apenas um conto de fadas".

O comercial ainda dá como exemplo Ellen DeGeneres, apresentadora de TV e comediante, e Elon Musk, criador da Tesla.

A criação foi da agência Don't Panic de Londres.

Assista:

yt thumbnail
Acompanhe tudo sobre:AppleClimaComerciaisCOP 21elon-muskEmpresáriosEmpresasEmpresas americanasempresas-de-tecnologiaestrategias-de-marketingHarry PotterPersonalidadesSteve JobsTecnologia da informação

Mais de Marketing

Coca-Cola é a marca mais lembrada em patrocínios de eventos no Brasil; veja ranking

Burger King e Stanley promovem ação com galão térmico a R$ 1; saiba como retirar

Camila Coutinho estreia no Cannes Lions como palestrante nesta quinta, 20

Em Cannes, Musk explica por que xingou anunciantes e tenta aproximação com o mercado publicitário

Mais na Exame