Invest

Vale (VALE3) vai distribuir R$ 8,13 bi em dividendos

Acionista receberá R$ 1,83 por ação; no total do ano, empresa pagará R$ 2,12 por papel

Vale: a remuneração ao acionista chega ao valor total bruto de R$ 9,45 bilhões em 2022 (Germano Lüders/Exame)

Vale: a remuneração ao acionista chega ao valor total bruto de R$ 9,45 bilhões em 2022 (Germano Lüders/Exame)

Raquel Brandão
Raquel Brandão

Repórter Exame IN

Publicado em 16 de fevereiro de 2023 às 19h56.

Depois de registrar lucro líquido de R$ 96 bilhões em 2022, o terceiro maior da história das empresas listadas na Bolsa, a mineradora Vale (VALE3) anunciou que irá distribuir um montante bilionário aos acionistas. Serão pagos R$ 8,13 bilhões em dividendos, mas esse valor se refere ainda aos números apurados até o fim do terceiro trimestre, em setembro do ano passado

Cada investidor receberá R$ 1,827646133 por ação. A data de corte para pagamento dos dividendos aos detentores de ações de emissão da Vale negociadas na B3 será o dia 13 de março. Já para quem detém ADRs  negociados na Bolsa de Nova York será dia 15 de março. As ações passam a ser negociadas ex-dividendo a partir do dia 14 de março.

Qual a data-com para receber os dividendos da Vale (VALE3)?

Quem tem ações da Vale receberá o pagamento dos dividendos em 22 de março, no caso dos investidores na Bolsa de São Paulo e 29 de março para quem tem papéis na bolsa americana. Eles serão pagos junto com o pagamento de juros sobre capital próprio que a companhia já havia anunciado anteriormente, no valor de R$ 1,32 bilhão, ou 0,292012688 por ação.

Somados os dois anúncios, a remuneração ao acionista chega ao valor total bruto de R$ 9,45 bilhões, equivalente a R$ 2,119658821 por ação. "Apenas como referência, o montante total distribuído é equivalente ao valor bruto de aproximadamente US$ 0,408932134 por ação. Com este pagamento, conclui-se a remuneração aos acionistas referente ao exercício de 2022", diz a companhia.

Acompanhe tudo sobre:DividendosValeVALE3

Mais de Invest

Target lucra menos que o esperado no 1º trimestre fiscal; no pré-mercado, ação tomba 8%

Ibovespa abre em queda à espera de Ata do Fed e dados fiscais do Brasil

Moriah Asset compra 14% da Oakberry em maior transação de sua história: "um sonho realizado"

Além de Taesa (TA?EE11) e Auren (AURE3): especialista revela os dividendos mais atrativos do setor

Mais na Exame