Acompanhe:

Positivo: lucro líquido ajustado é de R$ 50,5 mi no 3º trimestre queda de 6%

A receita líquida consolidada somou R$ 1,064 bilhão, 28,4% maior do que um ano antes

Modo escuro

Continua após a publicidade
Positivo Tecnologia: Ebitda ajustado da empresa ficou em R$ 122,6 milhões (Positivo/Divulgação)

Positivo Tecnologia: Ebitda ajustado da empresa ficou em R$ 122,6 milhões (Positivo/Divulgação)

E
Estadão Conteúdo

Publicado em 9 de novembro de 2022 às, 20h02.

A Positivo Tecnologia registrou lucro líquido de R$ 50,5 milhões no terceiro trimestre de 2022, queda de 6% ante o mesmo intervalo do ano passado. A empresa atribui a retração ao aumento "significativo das despesas financeiras", resultante do maior nível de endividamento para financiar o forte crescimento, e da elevação da taxa de juros.

A receita líquida consolidada somou R$ 1,064 bilhão, 28,4% maior do que um ano antes. Já o Ebitda ajustado ficou em R$ 122,6 milhões, alta anual de 37%. A margem Ebitda chegou a 11,5%, 0,7 ponto porcentual acima do terceiro trimestre de 2021, impulsionada pela alavancagem operacional.

Receba as notícias mais relevantes do Brasil e do mundo na newsletter gratuita EXAME Desperta.

No relatório de resultados, a empresa destaca a redução de 0,2 ponto porcentual no índice de alavancagem em comparação ao trimestre anterior, para 1,9x, enquanto projeta a continuidade da redução nos próximos períodos.

A Positivo reafirmou a projeção de receita bruta entre R$ 5,5 bilhões e R$ 6,5 bilhões para o ano 2022, "em função dos sólidos resultados entregues e da expectativa para o desempenho no quarto trimestre de 2022", ainda de acordo com o release.

Resultados da Positivo Tecnologia por setor

O segmento denominado de commercial atingiu R$ 1,004 bilhão em receita bruta, 85,2% acima do mesmo intervalo de 2021. O montante soma a cifra de vendas corporativas, que apresentaram crescimento anual de 66%, para R$ 342,8 milhões, e instituições públicas, com R$ 661,4 milhões, 97% maior que o terceiro trimestre de 2021.

Já a área de varejo (consumer) caiu 50,4% na comparação anual, para R$ 216,9 milhões. A queda nas vendas se dá pela contração na demanda por dispositivos, devido, principalmente, à perda do poder aquisitivo dos consumidores, corroído pela inflação e alta taxa de juros no País, segundo a empresa.

"Fenômeno similar é observado ao redor do mundo, resultando em demanda aquém do esperado para o ano e elevando os estoques de grandes fabricantes de PCs e smartphones, que redirecionaram seus produtos para mercados como o Brasil", complementa a positivo.

A receita bruta da área de projetos especiais ficou em R$ 55,5 milhões no terceiro trimestre de 2022.

VEJA TAMBÉM:

Últimas Notícias

Ver mais
Em momento de baixa nas ofertas públicas de ações nos EUA, 'IPO privado' aparece como opção
seloMercados

Em momento de baixa nas ofertas públicas de ações nos EUA, 'IPO privado' aparece como opção

Há 4 horas

Cenário está bem para uma Selic terminal mais para 9,5%, diz ex-diretor do BC
seloMercados

Cenário está bem para uma Selic terminal mais para 9,5%, diz ex-diretor do BC

Há 10 horas

Quem foi Charlie Munger, homenageado em carta anual de Warren Buffett
seloMercados

Quem foi Charlie Munger, homenageado em carta anual de Warren Buffett

Há um dia

Os "negócios maravilhosos" para investir, segundo Warren Buffett
seloMercados

Os "negócios maravilhosos" para investir, segundo Warren Buffett

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais