Pinterest despenca 12% após PayPal negar intenção de compra

Potencial negócio teve repercussão negativa entre acionistas do PayPal, que chegou a perder mais de 30 bilhões de dólares de valor de mercado em três dias
Aplicativo do Pinterest | Foto: Gabby Jones/Bloomberg via Getty Images (Gabby Jones/Bloomberg via Getty Images/Getty Images)
Aplicativo do Pinterest | Foto: Gabby Jones/Bloomberg via Getty Images (Gabby Jones/Bloomberg via Getty Images/Getty Images)
Por Guilherme GuilhermePublicado em 25/10/2021 12:41 | Última atualização em 25/10/2021 13:12Tempo de Leitura: 1 min de leitura

As ações do Pinterest despencam 12%, a 51,09 dólares, na bolsa de Nova York (NYSE), após o PayPal negar ter interesse na compra da mídia social.

Na quarta-feira, 20, a Bloomberg noticiou, citando duas fonte próximas ao assunto, que o PayPal tinha a intenção de comprar o Pinterest a 70 dólares por ação, fazendo o preço dos papéis subirem até 18,5%, a 66 dólares.

A proposta avaliaria o Pinterest a 39 bilhões de dólares, cerca de 10 bilhões de dólares abaixo do valor de mercado do Twitter.

A suposta oferta, porém, desagradou acionistas do PayPal. Na quarta, dia da notícia, os papéis da empresa de serviços financeiros despencou 4,91% e 5,86% no dia seguinte e mais 1,16%, na sexta-feira, 23, somando mais de 30 bilhões de dólares de perda em valor de mercado. Nesta segunda, com a negativa sobre o negócio, as ações do PayPal sobem 3,66%.