Invest

Musk diz que Tesla pode competir com a China sem tarifas

A Tesla compete no mercado da China, sem tarifas e sem suporte diferencial

Os fabricantes de automóveis chineses já tiveram um sucesso significativo fora da China (Beata Zawrzel/Getty Images)

Os fabricantes de automóveis chineses já tiveram um sucesso significativo fora da China (Beata Zawrzel/Getty Images)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 23 de maio de 2024 às 20h34.

O CEO da Tesla, Elon Musk, afirmou nesta quinta-feira, 23, em uma conferência de tecnologia em Paris que sua empresa não precisa de incentivos governamentais para se manter competitiva com a China.

Musk, que participou remotamente do evento Viva Technology, disse que ficou surpreso quando o governo do presidente norte-americano Joe Biden anunciou novas tarifas sobre veículos elétricos chineses, bem como baterias de veículos elétricos e outras peças, no início deste mês.

"Nem a Tesla nem eu pedimos essas tarifas", disse Musk durante uma sessão de perguntas e respostas com o público que foi interrompida por vários minutos quando ele perdeu sua conexão remota.

Mercado de gigantes

A Tesla compete no mercado da China, sem tarifas e sem suporte diferencial. No entanto, no ano seguinte, numa teleconferência sobre os lucros da Tesla, Musk pareceu procurar ajuda do governo para combater os veículos elétricos chineses.

Os fabricantes de automóveis chineses já tiveram um sucesso significativo fora da China e são agora os mais competitivos do mundo, disse ele na altura. Se não forem estabelecidas barreiras comerciais, elas praticamente demolirão a maioria das outras empresas automobilísticas do mundo, disse Musk durante a teleconferência de resultados da Tesla em janeiro. Fonte: Dow Jones Newswires.

Acompanhe tudo sobre:elon-muskTeslaChina

Mais de Invest

Conheça o novo lançamento do BTG Pactual: Crédito por Investimentos

Nvidia tem forte queda e perde US$ 500 bi após ter se tornado empresa mais valiosa do mundo

Mega-Sena acumulada: quanto rendem R$ 93 milhões na poupança

Receita paga R$ 8,5 bi de restituição do IR esta semana; veja quem recebe

Mais na Exame