Invest

Morre Ivan Boesky, condenado por escândalos de insider trading nos anos 1980

Boesky, que inspirou parcialmente o personagem Gordon Gekko no filme “Wall Street”, de 1987, foi no auge considerado um gênio na arbitragem de risco, com riqueza estimada em US$ 280 milhões

Ivan Boesky: americano foi condenado em 1986 por abuso de informações privilegiadas (Keith Torrie/NY Daily News /Getty Images)

Ivan Boesky: americano foi condenado em 1986 por abuso de informações privilegiadas (Keith Torrie/NY Daily News /Getty Images)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 20 de maio de 2024 às 18h23.

O investidor Ivan Boesky, preso por um escândalo de insider trading nos anos 1980 e símbolo da extravagância em Wall Street, morreu nesta segunda-feira, 20, aos 87 anos. Sua filha, Marianne confirmou a informação.

Boesky foi, naquele período, o arbitragista mais conhecido dos EUA, acumulando uma fortuna graças às apostas bem sucedidas nas ações de candidatos a aquisições, tanto em rumores quanto reais, geralmente antes dos negócios acontecerem, além de ser bastante respeitado em Wall Street pelos contatos que mantinha. Sua queda revelou quão difundido era o uso de informações privilegiadas no mundo financeiro, especialmente entre investidores mais famosos e ricos.

Relembre o caso

O americano foi condenado em 1986 por abuso de informações privilegiadas. Segundo o governo, o investidor mantinha um esquema com o banqueiro Dennis Levine sobre compras de ações de empresas importantes. As investigações mostraram que os dois tinham um acordo em que Levine ganhava até 5% nos lucros gerados por Boesky pelas suas informações privilegiadas.

O investidor assumiu culpa e sua cooperação com as autoridades federais levou ao colapso o império de junk bonds de Michael Milken - dono do banco em que Levine trabalhava - bem como as aquisições frenéticas alimentadas por dívidas que dominavam o noticiário.

Além da prisão, Boesky pagou uma multa de mais de US$ 100 milhões, sendo eles US$ 50 milhões em lucros ilegais, valor este que foi a maior da história da Securities and Exchange Comission (SEC, a CVM americana). O caso serviu como trampolim para o então procurador dos EUA em Manhattan, Rudolph Giuliani, alcançar o posto de prefeito de Nova York.

Quem era Ivan Boesky?

Boesky, que inspirou parcialmente o personagem Gordon Gekko no filme “Wall Street”, de 1987, foi no auge considerado um gênio na arbitragem de risco, o negócio de especulação em ações de aquisição, e sua riqueza foi estimada em US$ 280 milhões.

Fonte: Dow Jones Newswires.

Acompanhe tudo sobre:wall-streetAções

Mais de Invest

O que são ADRs e como investir em empresas na bolsa americana

Nota Fiscal Paulista libera R$ 35 milhões em crédito; veja como transferir o dinheiro

Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, vende 1 milhão de ações da BYD

TIM (TIMS3) e Telefônica Brasil (VIVT3) pagam juros sobre capital próprio; veja valor por ação

Mais na Exame