Acompanhe:

O minério de ferro superou US$ 135 a tonelada em Singapura, mesmo depois que o governo chinês tentou pressionar o mercado para esfriar o rali.

A Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma da China convocou algumas corretoras de futuros para uma reunião na terça-feira, 22, para reiterar sua posição contra a especulação no mercado, segundo pessoas a par do assunto. A comissão não respondeu imediatamente a um pedido de comentários.

A matéria-prima do aço chegou a ser cotada a US$ 135,05 a tonelada e caminhava para o fechamento mais alto desde junho de 2022.

Estímulos da China

As promessas de estímulo do governo chinês, incluindo um plano de oferecer 1 trilhão de yuans (US$ 140 bilhões) em financiamento para projetos de reurbanização e moradia popular, continuam a alimentar as expectativas de maior demanda por aço para construção.

O otimismo se manteve mesmo diante da chegada do frio no hemisfério norte, que normalmente diminui a atividade dos canteiros de obras, e uma queda nas vendas de imóveis novos nas quatro principais cidades do país.

Leia também:

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Pasta do Comércio da China se compromete a ajudar empresas e a impulsionar demanda doméstica
Economia

Pasta do Comércio da China se compromete a ajudar empresas e a impulsionar demanda doméstica

Há 3 horas

Biden diz que irá investigar carros chineses sob suspeita de espionagem
Mundo

Biden diz que irá investigar carros chineses sob suspeita de espionagem

Há 5 horas

Startup chinesa Nio se une à China Southern Power Grid para construir rede de troca de bateria
Tecnologia

Startup chinesa Nio se une à China Southern Power Grid para construir rede de troca de bateria

Há um dia

China lança projeto para a construção de mais de cem baías
Mundo

China lança projeto para a construção de mais de cem baías

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais