Invest

Lucro da Stone quadruplica no 3º tri e vai a R$ 435 milhões

Receita líquida da companhia somou R$ 3,1 bilhões, alta de 25,2% na comparação anual

Stone alcançou um lucro de R$ 435 milhões no 3º tri – crescimento de 302% na comparação anual (Leandro Fonseca/Exame)

Stone alcançou um lucro de R$ 435 milhões no 3º tri – crescimento de 302% na comparação anual (Leandro Fonseca/Exame)

Beatriz Quesada
Beatriz Quesada

Repórter de Invest

Publicado em 10 de novembro de 2023 às 18h11.

Última atualização em 10 de novembro de 2023 às 18h20.

A trajetória de ganhos continua rendendo frutos para a Stone, que alcançou um lucro líquido de R$ 435,1 milhões no terceiro trimestre – um crescimento de 301,6% na comparação anual e ganhos de 35% frente ao trimestre anterior. Foi o primeiro balanço divulgado pela Stone desde sua reorganização para integrar o negócio de software.

“Os fortes resultados deste trimestre demonstram disciplina e foco na execução da nossa estratégia. Crescemos de forma consistente e com qualidade. Estamos mirando o futuro para consolidar a integração de nossos serviços para entregar as melhores e mais completas soluções para nossos clientes”, afirmou o CEO, Pedro Zinner, em nota.

A receita líquida somou R$ 3,1 bilhões, crescimento de 28% ano contra ano. E o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado alcançou R$ 545 milhões, alta de 228% na comparação anual e de 21,9% em relação ao trimestre anterior.

As receitas da plataforma de serviços financeiros atingiram R$ 2,7 bilhões com o crescimento no volume de pagamentos processados (TPV). O TPV total da empresa atingiu R$ 103,9 bilhões, crescimento de 11,3% frente ao mesmo período do ano anterior. Já o TPV do segmento de PMEs, que é chave para a empresa, subiu 20% na comparação anual, para R$ 89,6 bilhões. 

A base ativa desses clientes também cresceu, aumentando 41,7% na comparação anual, alcançando 3,3 milhões. Já a taxa cobrada por transação (take rate) de PMEs subiu para 2,49% no período.

O segmento de serviços financeiros (banking) cresceu 29% na comparação anual, com  uma receita de R$ 2,7 bilhões no terceiro trimestre. A frente de software de gestão, por sua vez, teve aumento de 5,9% na receita em base anual, atingindo R$ 388 milhões no período.

Veja também

Acompanhe tudo sobre:StoneBalançosFree Paywall

Mais de Invest

Mega-Sena acumulada: quanto rendem R$ 86 milhões na poupança

Como investir na Nasdaq?

"Se Lula indicar nome pior que Galípolo para o BC, o mercado entrará em pânico", diz Marilia Fontes

Mesmo chamada de ‘perda fixa’ a renda fixa pode pagar até IPCA + 7,5%; veja 2 títulos

Mais na Exame