Invest

Inflação no Reino Unido pode chegar em 18,6% em 2022, prevê Citigroup (CTGP34)

Segundo o Citigroup, a inflação no Reino Unido será a mais elevada entre as maiores economias do Ocidente por causa da alta do preço do gás

Bandeira do Reino Unido hasteada em frente ao Castelo de Windsor em 17 de abril de 2021, antes do funeral do Príncipe Philip, duque de Edimburgo (AFP/AFP)

Bandeira do Reino Unido hasteada em frente ao Castelo de Windsor em 17 de abril de 2021, antes do funeral do Príncipe Philip, duque de Edimburgo (AFP/AFP)

A inflação no Reino Unido poderá superar 18% até o final de 2022, segundo as previsões divulgadas nesta segunda-feira, 22, em um relatório do banco Citigroup (CTGP34).

Segundo o documento, a inflação no Reino Unido será a mais elevada entre as maiores economias do Ocidente, e será alimentada pela alta nos preços do gás natural, que estão em um patamar superior a 14 vezes o preço médio da última década.

Somente no mês de agosto, o preço do gás aumentou 45%, e nesta segunda-feira, a cotação de referência do gás europeu na Bolsa de Valores de Amsterdã (TTF) subiu quase 10% na segunda-feira, 244,55 euros (cerca de R$ 1,2 mil), fechando no patamar mais elevado de sempre.

A previsão do Citibank é mais pessimista do que aquela do Bank of America, que na semana passada indicou que a inflação no Reino Unido deverá atingir um pico de 14% até o final do ano.

As previsões do Goldman Sachs (GSGI34) e do EY indicam uma alta dos preços de 15%.

Alta do preço da energia levaria para inflação recorde no Reino Unido

Examinando os números do atacado, o Citi previu que o aumento dos preços da energia vão impulsionar a inflação no Reino Unido. A taxa projetada pelo banco seria maior do que o pico da inflação após o segundo choque do petróleo de 1979, quando a inflação britânica chegou aos 17,8% ao ano.

Londres está enfrentando a taxa de inflação mais alta dos últimos 40 anos, e a mais elevada entre os países do G7. Em julho, a alta acumulada dos preços foi de 10,1%, segundo os dados do Escritório Nacional de Estatísticas britânico.

No Brasil, a previsão para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial brasileira, até o final do ano é de 6,82%. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira pelo Boletim Focus do Banco Central (BC), mostrando uma queda em relação as previsões das semanas anteriores, que foram de 7,02% e 7,30%, respectivamente.

Acompanhe tudo sobre:InflaçãoReino Unido

Mais de Invest

Vale prevê que vendas de minério e aglomerados ao Oriente Médio podem chegar a 67 milhões de t

Onde investir? Veja quem ganha e (quem perde) com a desvalorização do real

Febraban propõe melhorias em ferramenta do Pix para devolução de dinheiro; veja o que pode mudar

Mercado contraria o Fed em aposta por corte de juros nos EUA?

Mais na Exame