Invest

Ibovespa fecha abaixo dos 128 mil pontos ainda impactado por CPI dos EUA

Resiliência da inflação americana aumenta incerteza sobre trajetória dos juros e derruba bolsa

Ibovespa: mercado ainda reage negativamente a CPI dos EUA acima do esperado (Germano Luders/Exame)

Ibovespa: mercado ainda reage negativamente a CPI dos EUA acima do esperado (Germano Luders/Exame)

Rebecca Crepaldi
Rebecca Crepaldi

Repórter de finanças

Publicado em 11 de abril de 2024 às 10h35.

Última atualização em 11 de abril de 2024 às 19h08.

O Ibovespa recuou nesta quinta-feira, 11, e fechou em baixa de 0,51%, aos 127.396 pontos. Mesmo com a virada para o positivo das bolsas americanas, aqui no Brasil os investidores mantiveram a cautela após a divulgação do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês).

Ibovespa hoje

  • IBOV: -0,51%, aos 127.396 pontos

Ontem, o Escritório de Estatísticas do Trabalho divulgou que o indicador, principal medida de inflação dos EUA, veio acima do esperado. O CPI registrou alta de 0,4% em março e, com isso, a alta acumulada nos últimos 12 meses ficou em 3,5%. Em fevereiro, o CPI havia avançado também 0,4%, e a inflação anualizada estava em 3,2%.

O avanço pode impactar diretamente a decisão do Fed (Federal Reserve, banco central dos EUA) em manter a taxa de juros no mesmo patamar por mais tempo. Isso porque juros mais altos na maior economia do mundo, afetam as bolsas globais, que acabam penalizadas – em especial as de países emergentes como o Brasil.

Ainda de olho nas políticas monetárias internacionais, o Banco Central Europeu (BCE) decidiu manter suas taxas de juros inalteradas pela quinta vez consecutiva: sendo 4,5% (taxa de refinanciamento, a principal), 4% (taxa sobre depósitos) e 4,75% (taxa sobre empréstimos marginais).

A ata da reunião de março do Fed, divulgada ontem a tarde, também mostrou que os diretores já estavam frustrados com a inflação resistente antes mesmo do CPI de março, é o que aponta os analistas da Monte Bravo em relatório. “Os mercados futuros passaram a atribuir uma chance de 18% de corte em junto e, agora, a curva aponta um total de 40 p.b. de cortes em 2024, abaixo dos 75 p.b. que os diretores do Fed esperam neste ano.”

Confira as últimas notícias de Invest

Acompanhe tudo sobre:IbovespaCPIJurosEstados Unidos (EUA)BCE

Mais de Invest

Quanto rende 500 mil a 100% do CDI?

Quanto rende R$ 1 milhão? Poupança, Tesouro Selic, IPCA+, e mais...

Quanto rendem R$ 100 mil na poupança?

Quanto rendem R$ 2 milhões na poupança? Veja valor por mês e comparação com outros investimentos

Mais na Exame