Groupon inicia IPO para captar US$ 750 milhões

Empresa registrou o pedido de análise na SEC nesta quinta-feira

São Paulo – O Groupon, maior site de compras coletivas do mundo, anunciou hoje o início do processo de venda de ações (IPO, na sigla em inglês). O pedido de análise da operação foi registrado na SEC (Securities and Exchange Commission) e revela a intenção de captar até 750 milhões de dólares. Os bancos Morgan Stanley, Credit Suisse e Goldmam Sachs serão os coordenadores.

A empresa pretende utilizar os recursos da oferta para capital de giro e outros propósitos corporativos, que podem incluir a aquisição de outras empresas, produtos ou tecnologias. “Entretanto, não temos nenhum comprometimento em qualquer aquisição agora”, mostra o documento. Enquanto isso, o Groupon irá investir em fundos e ativos com a nota de grau de investimento.

A receita do Groupon chegou a 644,728 milhões de dólares no primeiro trimestre de 2011, um crescimento de 1.357% na comparação com o mesmo período do ano anterior. A empresa, contudo, obteve um prejuízo líquido perto de 100 milhões de dólares no período. As ações serão negociadas sob o código GRPN.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

ATENÇÃO: Mudança na sua assinatura da revista EXAME. A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos apenas uma edição por mês. Saiba mais