Com dificuldade na China, Elon Musk estuda abrir nova fábrica da Tesla (TSLA34) na Coreia

O CEO da fabricante de carros elétricos conversou com o presidente coreano, Yoon Suk Yeol, que o convidou a abrir a planta no país asiático
O CEO da Tesla, Elon Musk (FREDERIC J. BROWN/Getty Images)
O CEO da Tesla, Elon Musk (FREDERIC J. BROWN/Getty Images)
Carlo Cauti
Carlo CautiPublicado em 23/11/2022 às 12:13.

A Tesla (TSLA34) está estudando a possibilidade de abrir uma nova fábrica asiática na Coreia do Sul. A informação foi divulgada nesta quarta-feira, 23, pela Presidência da República da Coreia.

O CEO da Tesla, Elon Musk, teria conversado com o presidente coreano, Yoon Suk Yeol, em uma videochamada para falar sobre o assunto, salientando como a empresa planeja intensificar a cooperação com a Coreia do Sul nas cadeias de suprimentos.

A política "zero Covid" do governo chinês impôs duros lockdowns em grandes áreas da China, colocando a planta da Tesla de Xangai da fabricante de carros elétricos em crise, a ponto de não garantir o aumento anual de 50% da produção que Musk havia previsto. O próprio governo coreano, sabendo que o bilionário sul-africano estava pensando em uma nova fábrica para a Tesla, entrou em contato com a empresa para convidar o empresário a abrir a planta no país.

Além da Coreia do Sul, a Indonésia, Índia e outros países asiáticos já estão fazendo lobby para atrair a Tesla. Em agosto, o presidente da Indonésia, Joko Widodo, fez o primeiro passo, realizando reuniões com Musk convidando-o a abrir una planta para fabricar carros elétricos e produzir baterias.

A Coreia do Sul abriga duas grandes montadoras globais, Hyundai e Kia, além de dois protagonistas na produção de baterias, LG Energy Solutions e Samsung SDI. A Tesla encontraria então outras empresas de vanguarda, como a LG Innotek (componentes eletrônicos, desde comunicação sem fio até luzes) e a própria Samsung Electronics. Em resposta,

Segundo a Presidência da Coreia do Sul, Musk teria dito que espera "comprar mais de US$ 10 bilhões em componentes de empresas sul-coreanas em 2023, à medida que expandimos significativamente a cooperação da cadeia de suprimentos com empresas sul-coreanas”.

Tesla (TSLA34) sob processo na Coreia do sul

O contato entre Yoon e Musk antecede o início de um processo na própria Coreia do Sul contra a Tesla envolvendo a segurança dos seus carros. A maior fabricante mundial de veículos elétricos enfrenta uma série de processos no mundo inteiro, incluindo uma investigação criminal nos Estados Unidos pelo Departamento da Justiça em uma série de acidentes atribuíveis ao sistema de direção assistida (o famoso "piloto automático"), e maior controle por parte das autoridades reguladoras.

Mas os processos não são a única dor de cabeça enfrentada pela Tesla. A empresa perdeu quase US$ 300 bilhões em valor de mercado em dois meses, e vale cerca de US$ 530 bilhões, a metade do US$ trilhão alcançado no início de abril, antes do início da aventura de Musk no Twitter.

A Tesla teve que enfrentar uma série de problemas, entre eles os custos cada vez mais elevados de matérias-primas, a alta das taxas de juros