Ações da Ambipar (AMBP3) saltam 10% após anúncio de aumento de capital

Companhia também divulgou que uma de suas controladas realizou uma combinação com uma empresa de aquisições americana
Ambipar: capitalização da Ambipar pode chegar a US$ 415 milhões (Reprodução/Getty Images)
Ambipar: capitalização da Ambipar pode chegar a US$ 415 milhões (Reprodução/Getty Images)
Por Beatriz QuesadaRoberto Bodetti

Publicado em 06/07/2022 às 18:04.

Última atualização em 06/07/2022 às 20:58.

As ações da Ambipar (AMBP3) saltaram 10,03% nesta quarta-feira, 6, após comunicar ao mercado que uma de suas companhias controladas, a Emergência Participações, entrou em um acordo de combinação de negócios com uma empresa de aquisição de propósito específico (SPAC, na sigla em inglês).

As SPACs – bastante comuns no mercado americano – são companhias de “cheque em branco”, em que os investidores investem na oferta de ações (IPO) antes de conhecer a companhia que será comprada pelo gestores ou idealizador da SPAC. 

Com a operação, a subsidiária Emergência Participações passa a ser listada na NYSE (bolsa de valores de Nova Iorque), sob o ticker “AMBI”.

"Um IPO no exterior faz todo o sentido para a Ambipar, já que grande parte das operações dessa divisão ficam nos Estados Unidos, no Canadá e no Reino Unido. É um movimento de consolidação no mercado americano onde a operação já é grande”, disse Fabiano Vaz, analista da Nord Research.

É previsto que a combinação das duas empresas traga um aumento do capital da Ambipar de pelo menos US$ 168 milhões, tendo potencial de alcançar até US$ 415 milhões caso os atuais acionistas da HPX não peçam resgate.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia

Os resgates, a propósito, podem ser um ponto negativo da operação, segundo a Ativa Investimentos. “O fato das ações serem listadas em duas classes pode ser interpretado como um passo atrás em governança. Ademais, o histórico recente aponta que o desempenho recente de empresas que se uniram à SPACs após a sua listagem efetiva no mercado americano pode não ser dos mais satisfatórios”, afirmam, em nota, os analistas.

Ainda assim, a operação é vista como positiva para a empresa. “A operação confere um EV/EBITDA implícito de onze vezes para a empresa, o que, sobretudo em épocas de forte prêmio de risco como atualmente, é positivo. Lembramos que a operação de response está fundamentada no crescimento de bases na América do Norte e assim, a abertura de capital na região pode acelerar a captação de recursos por parte da empresa”, dizem.

Veja também