Invest

O que é análise fundamentalista de ações?

Conheça os principais indicadores fundamentalistas e como usá-los para investir.

Painel de cotações da B3 | Foto: Germano Lüders/Exame (Germano Lüders/Exame)

Painel de cotações da B3 | Foto: Germano Lüders/Exame (Germano Lüders/Exame)

DR

Da Redação

Publicado em 8 de fevereiro de 2023 às 09h00.

Última atualização em 9 de fevereiro de 2023 às 19h38.

A análise de ações é uma das ferramentas mais importantes para avaliar o valor de uma ação e tomar decisões de investimento. 

É um processo de investigação que envolve o estudo de informações financeiras, econômicas e de mercado para avaliar a saúde financeira e o potencial de crescimento de uma empresa.

Investir em ações é uma maneira comum de criar riqueza a longo prazo, mas também pode ser arriscado. 

A análise de ações permite aos investidores identificar as ações mais fortes e potencialmente mais rentáveis, minimizando o risco e maximizando o retorno sobre o investimento.

O que é Análise Fundamentalista?

A análise fundamentalista é um método de avaliação de ações que se concentra nas informações financeiras, econômicas e de mercado da empresa. 

A análise fundamentalista se concentra na análise de indicadores financeiros, como lucro por ação, relação preço-lucro, dívida líquida e patrimônio líquido, entre outros. 

Os analistas fundamentais avaliam esses indicadores para entender a saúde financeira da empresa e seu potencial de crescimento.

Indicadores financeiros importantes na Análise Fundamentalista

Alguns dos indicadores financeiros utilizados na análise fundamentalista são:

Lucro por Ação

O lucro por ação mede a quantidade de lucro que uma empresa gerou por cada ação em circulação. 

É calculado dividindo o lucro líquido pelo número de ações em circulação.

Por exemplo, se uma empresa teve um lucro líquido de R$100.000 e tem 100.000 ações em circulação, o seu LPA será de R$1,00.

Relação Preço/Lucro

O P/L mede o quanto um investidor está disposto a pagar por cada dólar de lucro da empresa. 

É calculado dividindo o preço da ação pelo LPA. Quanto menor o P/L, mais barata é a ação em relação ao lucro da empresa e mais atrativa pode ser para investidores. 

Por exemplo, se uma ação está sendo negociada a R$20,00 e o seu LPA é de R$2,00, o P/L será de 10.

Dívida Líquida/Patrimônio Líquido

Este indicador mede a relação entre a dívida líquida da empresa e o seu patrimônio líquido. 

É calculado dividindo a dívida líquida pela quantidade de ativos líquidos da empresa. Quanto menor a relação, mais saudável é a situação financeira da empresa e mais segura é a ação para os investidores. 

Por exemplo, se uma empresa tem uma dívida líquida de R$100.000 e um patrimônio líquido de R$500.000, a relação Dívida Líquida/Patrimônio Líquido será de 0,2.

Receita Líquida

A receita líquida mede a quantidade de dinheiro que a empresa recebeu de suas vendas. É a receita total da empresa menos todos os descontos e impostos. 

Quanto maior a receita, mais saudável é a situação financeira da empresa e mais atrativa é a ação para os investidores. 

Exemplo: se uma empresa teve uma receita total de R$1.000.000 e teve R$100.000 em descontos e impostos, a sua receita líquida será de R$900.000.

Estes são alguns dos indicadores financeiros utilizados na análise fundamentalista para avaliar a saúde financeira de uma empresa e sua capacidade de gerar lucro. 

Estes indicadores são importantes para investidores, pois ajudam a determinar o valor justo de uma ação e a avaliar se a empresa está em uma posição financeira sólida ou não. 

Eles também ajudam a identificar o potencial de crescimento futuro da empresa.

O que é Análise Técnica de ações?

A análise técnica é uma abordagem de análise de ações que se concentra no estudo da ação de preço, volume e gráficos para prever futuras tendências de preços

Em vez de se concentrar nas informações financeiras e econômicas da empresa, como a análise fundamentalista, a análise técnica se concentra nas tendências históricas e no comportamento do mercado para prever futuros movimentos de preços.

Os princípios básicos da análise técnica incluem a compreensão de que o preço e o volume refletem todas as informações disponíveis sobre a empresa e que o comportamento do mercado tende a se repetir. 

Além disso, a análise técnica se baseia na teoria de que a tendência é seu amigo, o que significa que um ativo tende a continuar sua tendência atual até que haja sinais claros de uma mudança na tendência.

Alguns dos indicadores técnicos mais importantes incluem a média móvel, as Bandas de Bollinger, o Índice de Força Relativa e os osciladores. Estes indicadores são utilizados para identificar padrões de preços, tendências e níveis de suporte e resistência.

Para utilizar a análise técnica de forma eficaz, é importante ter uma compreensão profunda dos princípios e indicadores envolvidos

Também é importante usar a análise técnica em conjunto com outras fontes de informação, como a análise fundamentalista, para obter uma visão mais abrangente e precisa da situação da empresa e do mercado.

Análise Fundamentalista vs Análise Técnica: pros e contras

Análise Fundamentalista:

  • Vantagens: A análise fundamentalista permite ao investidor avaliar a saúde financeira da empresa e sua capacidade de gerar lucro no futuro, ajudando a prever o desempenho futuro das ações. Além disso, essa abordagem pode ajudar a identificar oportunidades de investimento subestimadas.
  • Desvantagens: A análise fundamentalista pode levar muito tempo, pois requer uma avaliação cuidadosa dos dados financeiros e econômicos da empresa.

Análise Técnica:

  • Vantagens: A análise técnica permite ao investidor avaliar a tendência de preços das ações com base em gráficos e indicadores técnicos, ajudando a identificar pontos de entrada e saída do mercado. Além disso, essa abordagem é mais rápida e fácil de usar em comparação com a análise fundamentalista.
  • Desvantagens: A análise técnica pode ser influenciada por fatores subjetivos, como expectativas do mercado e psicologia dos investidores, o que pode afetar a precisão dos sinais. Além disso, essa abordagem não fornece informações sobre a saúde financeira da empresa.

Como os dois métodos se complementam

Ambos os métodos de análise de ações têm suas próprias vantagens e desvantagens, portanto, muitos investidores tendem a combiná-los. 

A análise fundamentalista fornece informações sobre a saúde financeira da empresa, enquanto a análise técnica permite identificar pontos de entrada e saída do mercado. 

A combinação desses métodos permite ao investidor ter uma visão mais completa e precisa do desempenho das ações.

Conheça mais sobre mercado financeiro com os artigos do Guia de Investimentos da EXAME Invest:

Este artigo foi escrito com auxílio de inteligência artificial.

Acompanhe tudo sobre:Análises fundamentalistasGuia de InvestimentosInovação AI

Mais de Invest

Ibovespa opera em alta e recupera os 128 mil pontos com CPI surpreendente

CSU Digital (CSUD3) paga JCP nesta quinta-feira; veja se você tem direito

CPI dos EUA, vendas do varejo e repercussão de reforma tributária: o que move o mercado

Como um fundo gerido por robôs tem superado a crise dos multimercados

Mais na Exame