Acompanhe:

O que é média móvel, o indicador usado por traders

A média móvel consegue suavizar os dados dos preços dos ativos para gerar um indicador que mostra a tendência do ativo

 (Bússola/Reprodução)

(Bússola/Reprodução)

D
Da Redação

20 de dezembro de 2022, 10h08

Média móvel é o nome dado a um indicador muito comum para quem faz trade, sendo uma importante forma de fazer análise técnica.

Sendo assim, aqueles que preferem investir na bolsa de valores através de trade precisam saber como funciona a média móvel e a sua importância para fazer boas operações.

O que é Média Móvel?

Média móvel é o nome dado a um indicador muito usado na análise técnica de ativos. Através desta técnica, pode-se identificar o equilíbrio do preço de um ativo no mercado, podendo confirmar se há uma tendência de alta, de baixa ou até mesmo do valor do ativo manter-se neutro. 

De forma geral, se representa a média móvel por meio de uma linha, que sobe ou desce conforme os dados vão sendo atualizados com cotações mais atuais.

Por isso, entender mais sobre o que é média móvel e suas principais características é muito útil para investidores de todos os tipos, auxiliando muito nas operações da bolsa de valores.

De fato: é uma técnica tão útil que pode ser usada tanto por traders mais experientes quanto por quem quer começar a investir e ainda está aprendendo os princípios na hora de operar.

Como funciona a Média Móvel?

Em primeiro lugar, a direção da média móvel dá importantes informações sobre o preço das ações.

Ou seja: na média móvel ascendente, há uma subida de preços. Por outro lado, na média móvel descendente, há uma diminuição nos preços.

Sendo assim, para entender como funciona a média móvel, basta compreender que ela consegue representar a tendência que um ativo tem para subir ou descer a sua cotação no gráfico.

Há médias móveis considerando prazos maiores, como poucos minutos ou horas, e outras mais voltadas para longo prazo – semanas, meses ou anos. Além disso, o número de períodos varia em função do prazo pelo qual se pretende investir.

Por exemplo: médias móveis curtas são mais usadas por quem quer negociar tendências de curto prazo. Já médias móveis com muitos períodos auxiliam traders de longo prazo.

As médias móveis mostram um comportamento passado. Sendo assim, elas indicam uma possibilidade de alta, manutenção ou queda do ativo. Ou seja: rentabilidade passada não reflete rentabilidade futura.

Por isso, é fundamental buscar fazer operações considerando não só esse indicador, mas observando outras técnicas de análise gráfica e combinando os dados com indicadores macroeconômicos, a situação da empresa e outros pontos importantes. 

Para que serve a Média Móvel?

Para saber para que serve a média móvel, é preciso entender um princípio importante: ela consegue suavizar os dados dos preços dos ativos para gerar um indicador que mostra a tendência do ativo. 

Sendo assim, usa-se médias de vários períodos diferentes. Por exemplo: pode-se verificar a tendência de preço de uma ação ao longo de algumas horas, dias, semanas, entre outros períodos de tempo.

Tudo dependerá do tipo de análise, que pode ser voltada para operações de curto prazo ou tendo em vista horizontes de tempo maiores.

Assim, pode-se entender que o termo “móvel” é dado uma vez que os dados se renovam de forma frequente – ou seja, estão em constante atualização conforme o tempo passa. 

Sendo assim, são usadas para ver a movimentação nos preços de um ativo e verificar as tendências – que, como o próprio nome diz, são apenas tendências e podem não se confirmar na realidade.

De fato: também é possível que ocorram reversões, de maneira que essa técnica não é sempre perfeita. Com uma reversão, há forte movimento de compra ou venda no sentido contrário à sua tendência.

Por isso, fazer trading é uma operação voltada para quem tem um perfil de investidor mais arrojado e está disposto a correr riscos.

Além disso, esse indicador não serve para mostrar o momento exato de compra ou venda de um ativo, mostrando na verdade uma possibilidade de alta ou baixa de uma ação, por exemplo.

Por fim, essa métrica ajuda a filtrar ruídos, que são representados por aquelas oscilações um pouco mais fortes. Isso permite entender como varia o preço de uma ação, por exemplo.

Quais os tipos de Médias Móveis?

Existem dois principais tipos de média móvel. Eles são:

1. Média Móvel Aritmética

Em primeiro lugar, a média móvel aritmética dá-se pelo cálculo do preço médio de um ativo ao longo de uma certa quantidade de períodos. É um dos primeiros indicadores a surgirem no mundo da análise gráfica.

Também é conhecida como MMA e, por sua facilidade, é muito usada por traders de curto e longo prazo, sendo usada para muitos tipos de investimentos.

Sendo assim, os dados são atualizados conforme novas informações vão surgindo, movendo a média ao longo do tempo estipulado para a análise. 

No entanto, é preciso levar em conta que muitas vezes se considera o preço de fechamento de uma tivo, para médias com períodos mais longos. Por exemplo: a média móvel aritmética de 3 dias é a soma dos 3 dias dividido por 3. 

Para calcular média móvel aritmética, basta usar o cálculo abaixo:

Média Móvel Aritmética = Soma dos preços do ativo/número de períodos

Por exemplo: se uma ação foi medida ao longo de 5 dias, valendo R$40, R$41, R$42, R$40 e R$39, tem-se: 202/5 = R$40,40.

2. Média Móvel Exponencial

Por outro lado, a média móvel exponencial (também conhecida como MME) leva em conta outros fatores, com foco nos preços de fechamento mais recentes. Dessa forma, o resultado pode ser diferente da MMA.

Na prática, cada período recebe um peso diferente: os períodos mais recentes ganham um peso maior e os mais distantes ganham um peso menor.

Com isso, é possível verificar a mudança no preço de um ativo de maneira mais rápida de calcular o valor de um preço de ativo de renda variável, por exemplo.

No entanto, para calcular, é preciso considerar o fator de multiplicação – ou seja, o quão maior o peso vai aumentar para os dados mais recentes. 

Segue abaixo um exemplo de cálculo de média móvel exponencial:

Média móvel Aritmética: Soma de 25 períodos/25

Multiplicador: [2/(25 + 1)] = [2/26] = 0,0769

Média Móvel Exponencial: [Preço – MME do período anterior] x multiplicador + MME do período anterior

A ponderação, no entanto, cai pela metade sempre que se dobra o período de médias móveis, de forma que ela é maior para um período curto do que para um período longo.

Você ainda tem dúvidas sobre o funcionamento da média móvel? Leia nossos outros artigos para saber mais.

Quais são as ações mais baratas da bolsa?
O que é a taxa Selic?
O que é a bolsa de valores? E a B3?