Inteligência Artificial

Empresa na Finlândia usa IA para criar blend com café brasileiro

País nórdico tem o maior consumo per capita de café no mundo

IA usou quatro tipos de grãos dominados pela Fazenda Pinhal, do Brasil (Ricardo Mendoza Garbayo/Getty Images)

IA usou quatro tipos de grãos dominados pela Fazenda Pinhal, do Brasil (Ricardo Mendoza Garbayo/Getty Images)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 23 de abril de 2024 às 07h25.

Uma empresa de café sediada em Helsinque, capital da Finlândia, decidiu inovar: lançou um blend desenvolvido por inteligência artificial em um teste no qual se espera que a tecnologia possa aliviar a carga de trabalho em um setor que tradicionalmente se orgulha do trabalho manual. As informações são da Associated Press.

É muito apropriado que a mistura "AI-conic" do Kaffa Roastery tenha sido lançada Finlândia, país nórdico de 5,6 milhões de habitantes que consome a maior quantidade de café do mundo, com 12 quilos per capita por ano, de acordo com a Organização Internacional do Café.

O blend - uma mistura escolhida pela IA com quatro tipos de grãos dominados pela Fazenda Pinhal, do Brasil - é o resultado final de um projeto conjunto da Kaffa, a terceira maior companhia de café da Finlândia, e da consultoria local de IA Elev.

"Aproveitando modelos semelhantes ao ChatGPT e ao Copilot, a IA foi encarregada de criar uma mistura que atendesse de forma ideal aos gostos dos entusiastas do café, ultrapassando os limites das combinações de sabores convencionais", disse a Elev.

Além de criar a mistura escolhida de grãos de Brasil, Colômbia, Etiópia e Guatemala, a AI criou o rótulo da embalagem do café e uma descrição detalhada do sabor, dizendo que o "AI-conic" é "uma mistura bem equilibrada de doçura e frutas maduras".

Após o primeiro teste de torrefação e o teste cego, os especialistas em café da Kaffa concordaram, no entanto, que a mistura assistida por tecnologia era perfeita e não havia necessidade de ajustes feitos por funcionários.

De acordo com o porta-voz da Elev, Antti Merilehto, "o AI-conic é um exemplo tangível de como a IA pode introduzir novas perspectivas para profissionais experientes", ao mesmo tempo em que oferece aos amantes do café novas experiências de sabor.

Acompanhe tudo sobre:CaféInteligência artificial

Mais de Inteligência Artificial

Scarlett Johansson acusa OpenAI de usar voz semelhante à dela no ChatGPT

Microsoft apresenta Copilot+PC e inaugura Windows com IA

Quer viajar de graça na 1ª classe? Veja o truque secreto do ChatGPT para tentar um upgrade no voo

Bill Gates quer que você leia este livro sobre inteligência artificial

Mais na Exame