Future of Money

JPMorgan: SEC deve aprovar ETF à vista de bitcoin nos próximos meses

Banco acredita que novo produto de investimento da criptomoeda deverá ser aprovado antes de 10 de janeiro de 2024

SEC está analisando pedidos para lançamentos de ETFs de bitcoin nos EUA (Reprodução/Reprodução)

SEC está analisando pedidos para lançamentos de ETFs de bitcoin nos EUA (Reprodução/Reprodução)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 20 de outubro de 2023 às 17h31.

O banco JPMorgan divulgou um relatório na última quarta-feira, 18, em que afirma que a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, a SEC, deverá aprovar um fundo negociado em bolsa (ETF) de preço à vista de bitcoin até o dia 10 de janeiro de 2024, impulsionando um otimismo crescente no mercado.

De acordo com o JPMorgan, a decisão recente da SEC de não entrar com um recurso após perder um processo aberto pela Grayscale relacionado à conversão de seu fundo em um ETF é um sinal de que a aprovação dos pedidos atualmente em análise está cada vez mais próxima.

Nesse sentido, analistas do banco afirmam que a alta probabilidade de aprovação está criando um sentimento de otimismo entre investidores que ajuda a impulsionar o preço do bitcoin. Nesta semana, a criptomoeda voltou a subir e agora ronda novamente os US$ 30 mil após passar semanas mais próximo dos US$ 27 mil.

O JPMorgan pondera que ainda não há um cronograma claro para a aprovação dos pedidos de lançamento de ETFs atualmente em análise. Mesmo assim, ela deve ocorrer antes de 10 de janeiro, que é o último dia para a SEC dar uma resposta para o pedido da empresa Ark Invest.

Competição entre ETFs

O relatório projeta ainda que é mais provável que a SEC aprove diversos pedidos de ETF de bitcoin de uma vez, ao invés de escolher apenas um, para evitar dar alguma "vantagem" para apenas uma gestora com pedido em análise. É uma estratégia semelhante à usada nos pedidos de ETF de futuros de ether.

Para o JPMorgan, a liberação simultânea de vários ETFs de preço à vista de bitcoin tende a ser positiva para os investidores. O motivo é que esse cenário deverá resultar em uma competição maior entre as gestoras para atrair clientes e capital, com uma briga para estabelecer taxas menores.

Uma das empresas que deverá ser "pressionada" por essa competição para reduzir suas taxas é a própria Grayscale. O banco afirma em relatório que, caso o fundo da companhia seja convertido em um ETF, ela "enfrentará grandes pressões para reduzir taxas".

yt thumbnail

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Acompanhe tudo sobre:JPMorganBitcoinCriptomoedasSECETFs

Mais de Future of Money

Investidores lucram até 1.600% com criptomoeda meme de Donald Trump

Presidente da SEC critica projeto de lei nos EUA que mudaria regulação de criptomoedas

Hong Kong proíbe operações do Worldcoin, projeto de "identidade digital" de Sam Altman

Banco Central prorroga piloto do Drex e anuncia nova fase de testes

Mais na Exame