Future of Money

El Salvador usa energia de vulcão para obter R$ 149 milhões em bitcoin

País adotou o bitcoin como moeda oficial desde 2021 e tem investido em projetos para expandir uso da criptomoeda no país

El Salvador adotou bitcoin como moeda oficial (NurPhoto/Getty Images)

El Salvador adotou bitcoin como moeda oficial (NurPhoto/Getty Images)

João Pedro Malar
João Pedro Malar

Repórter do Future of Money

Publicado em 15 de maio de 2024 às 11h58.

El Salvador revelou nesta semana que minerou mais de US$ 29 milhões (R$ 149 milhões, na cotação atual) em bitcoin desde 2021 usando um sistema que aproveita a energia gerada por um vulcão no país. As informações fazem parte de um novo site lançado pelo governo da nação detalhando o total de unidades da criptomoeda que o país possui.

De acordo com o "Escritório de Bitcoin" de El Salvador, uma entidade oficial criada pelo governo do país, a operação que usa energia geotérmica para a mineração da criptomoeda obteve cerca de 474 unidades do ativo desde o lançamento do projeto, ajudando a expandir as reservas da nação.

Os dados oficiais divulgados por El Salvador apontam que o país possui cerca de 5.750 unidades da criptomoedas, que seriam equivalentes a cerca de US$ 370 milhões (mais de R$ 1,8 bilhão, na cotação atual). As aquisições começaram em 2021 e se continuaram mesmo durante momentos de queda no mercado cripto.

Em 2021, a proposta do presidente Nayib Bukele de tornar o bitcoin uma moeda de curso legal no país foi aprovada e entrou em vigor, em uma decisão inédita internacionalmente. Desde então, El Salvador lançou diversos projetos para adquirir bitcoin e realizar investimentos.

Um dos principais é a iniciativa de comprar 1 unidade da criptomoeda por dia. Apesar da estratégia ser antiga, ela foi reforçada por Bukele neste ano, pouco após o político ser reeleito para o cargo. À época, ele destacou que não tinha previsão de encerrar a iniciativa no curto prazo.

  • Uma nova era da economia digital está acontecendo bem diante dos seus olhos. Não perca tempo nem fique para trás: abra sua conta na Mynt e invista com o apoio de especialistas e com curadoria dos melhores criptoativos para você investir.  

Mineração de bitcoin em El Salvador

Entre os projetos lançados pelo governo de Bukele está o de mineração de bitcoin. Para isso, o governo instalou cerca de 300 processadores que realizam a atividade de mineração - em que é necessário resolver problemas matemáticos complexos para validar informações na rede blockchain e receber recompensas em bitcoin.

Exatamente pela complexidade, a atividade de mineração costuma ser custosa e consumir muita energia. Como solução, El Salvador instalou os processadores próximos ao vulcão Tecapa, usando o potencial energético do vulcão para fornecer a energia necessária para a operação.

Atualmente, o complexo criado pelo governo do país para gerar energia geotérmica no vulcão produz 102 megawatts de energia. Desse total, 1,5 megawatt é usado apenas para a mineração de bitcoin. Bukele defende o projeto destacando o seu baixo impacto ambiental, com uma alternativa de fonte renovável de energia.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:El SalvadorBitcoinCriptomoedasMineração de bitcoin

Mais de Future of Money

Estado nos EUA revela investimento de R$ 800 milhões em ETFs de bitcoin

Cenário macroeconômico dos EUA será decisivo para o bitcoin nos próximos meses; entenda

Deutsche Bank vai participar de projeto para testar tokenização em Singapura

Criptomoeda meme pepe dispara e atinge maior valor da história, impulsionada pela GameStop

Mais na Exame