El Salvador começa a minerar bitcoin com energia produzida por vulcões

Nayib Bukele publicou vídeo mostrando "primeiros passos" de uma instalação de mineração de bitcoin com energia produzida por usina geotérmica do país

O presidente de El Salvador, Nayib Bukele, compartilhou um vídeo mostrando o aparente progresso da usina de mineração de bitcoin do país que é alimentada por uma usina geotérmica, que produz energia limpa a partir do calor produzido por vulcões.

O vídeo divulgado (abaixo) mostra uma visão geral de uma instalação de geração de energia geotérmica do país, com técnicos habilitando plataformas de mineração de criptomoedas.

Bukele não explicou detalhes sobre o processo, escrevendo apenas "primeiros passos" junto com o vídeo, além de citar o bitcoin ao lado de emojis representando um vulcão e a bandeira nacional de El Salvador. O gabinete do presidente não respondeu ao pedido de comentário da reportagem.

A publicação vem meses depois de Bukele anunciar planos para construir uma instalação de mineração geotérmica de bitcoin no país. O presidente disse em junho que instruiria a companhia elétrica estatal LaGeo a administrar uma operação de mineração de bitcoin alimentada com energia "muito barata, 100% limpa, 100% renovável e com emissões zero".

El Salvador aceitou oficialmente o bitcoin como moeda de curso legal em 7 de setembro o dólar americano continua sendo a moeda oficial do país. A lei entrou em vigor apenas três meses depois da Assembleia Legislativa do país aprovar a “Lei do Bitcoin”, o que gerou críticas de opositores, que queriam mais discussões sobre o tema.

A recente medida do governo salvadorenho, entretanto, reafirma o potencial dos proponentes do bitcoin para reduzir a pegada de carbono da criptomoeda, usando um fontes de energia renováveis, incluindo hidrelétricas, energias solar e eólica.

Em julho, o CEO da Tesla, Elon Musk, afirmou o bitcoin já atingiu seu benchmark em energia renovável, sugerindo que a porcentagem de uso de energia renovável era "provavelmente igual ou superior a 50%".

por Cointelegraph Brasil

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também