De R$186 bilhões a zero: criptomoeda LUNA perde 96% do valor em 3 dias

Projeto se demonstrou insustentável e fez com que a LUNA despencasse para quase zero. Criador pediu que investidores “aguentem firme”
LUNA saiu de US$ 119 para US$ 1 (D-Keine/Getty Images)
LUNA saiu de US$ 119 para US$ 1 (D-Keine/Getty Images)
Por Mariana Maria SilvaPublicado em 11/05/2022 09:49 | Última atualização em 11/05/2022 10:46Tempo de Leitura: 4 min de leitura

As criptomoedas do ecossistema Terra continuam seu movimento de queda livre nesta quarta-feira, 11. Enquanto a LUNA apresenta perdas de impressionantes 96%, a stablecoin UST se distancia cada vez mais do seu objetivo de acompanhar o valor do dólar norte-americano, ao ser cotada em US$ 0,44.

Tudo isso ocorreu em meio a uma série de fatores que favoreceram o que já podemos chamar de desastre. A começar pelo próprio modelo de funcionamento das criptomoedas na rede Terra.

A UST é uma stablecoin – criptomoeda estável – feita para acompanhar o valor do dólar norte-americano. Mas diferentemente de suas concorrentes, ela não possui reservas na moeda fiduciária. Ao invés disso, se utiliza de um modelo algorítmico engenhoso para garantir a paridade com o dólar: para cada UST emitida, um dólar em LUNA é queimado, ou seja, deixa de existir.

A LUNA é a segunda criptomoeda da rede, criada para ajudar a UST nesta missão. Apesar de ser um “personagem secundário” no ecossistema Terra, a LUNA chegou a bater recordes de preço acima dos US$ 100 no início de 2022, boa parte disso gerada pelo sucesso da UST e o aumento em sua demanda.

No entanto, a felicidade dos investidores de UST e LUNA durou pouco, já que o modelo apresentava alguns riscos. Um deles é a chance do token LUNA perder muito valor e sua "queima" não ser suficiente para lastrear a UST. Foi o que começou a acontecer com a queda de preços generalizada do mercado cripto na última semana.

A pressão vendedora na UST acabou fazendo com que a stablecoin perdesse a sua paridade com o dólar, gerando pânico e busca por liquidez no mercado. Com isso, o Anchor, principal protocolo de DeFi do blockchain Terra, perdeu bilhões de dólares em poucos dias.

(Mynt/Divulgação)

Para reverter a situação e continuar assegurando a paridade da UST com o dólar, mais unidades de LUNA precisariam ser emitidas, aumentando ainda mais a oferta da cripto no mercado. No entanto, a demanda por LUNA também era pequena, levando em conta o cenário pessimista do mercado como um todo. O aumento na oferta pressionou ainda mais o seu preço para baixo, gerando um loop de queda para todo o protocolo e suas criptomoedas nativas.

Enquanto isso, as palavras “Terra” e “LUNA” viraram o assunto do momento no Twitter. Mais de 200 mil publicações nesta quarta-feira, 11, cobraram os criadores do projeto por um plano para salvar o ecossistema Terra do colapso. Na rede social, Do Kwon, um dos cofundadores, chegou a pedir que os investidores “aguentem firme”.

Na manhã desta quarta-feira, 11, o cofundador revelou o seu plano de recuperação para UST e LUNA: emitir mais LUNA.

"Antes de qualquer outra coisa, o único caminho a seguir será absorver a saída de investidores da stablecoin que querem deixar o projeto antes que a UST possa começar a se recuperar. Não há como contornar isso", disse ele no Twitter.

A ideia é que a emissão de LUNA seja multiplicada em quatro vezes, para que mais investidores de UST pudessem vender suas moedas. Kwon reconheceu que isso poderá empurrar o preço da LUNA, que já despenca 96%, ainda mais para baixo.

“Naturalmente, isso tem um alto custo para os detentores de UST e LUNA, mas continuaremos a explorar várias opções para trazer mais capital para o ecossistema e reduzir o excesso de oferta na UST”, acrescentou.

Além disso, o plano inclui uma revisão no modelo da UST, para que ela possa ter lastro no futuro. Todas as mudanças propostas por Kwon foram colocadas em votação na comunidade Terra, e em poucas horas, o plano está perto de ser aprovado pela maioria.

São necessários cerca de 114 milhões de votos a favor, contados a partir da quantidade de tokens LUNA de investidores. Até o momento, são mais de 92 milhões de votos sim, 33 milhões de abstenções e nenhum voto contrário. A votação se encerra em sete dias.

No entanto, após as publicações de Do Kwon, as criptomoedas despencaram ainda mais. A UST saiu de US$ 0,50 para US$ 0,40, enquanto a LUNA saiu de US$ 4,10 para US$ 1,15. É importante lembrar que a LUNA chegou a ser cotada em US$ 119,18.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok