Apple Pay acerta integração com USDC e vai permitir pagamento em criptomoedas

Empresa por trás da 2ª maior criptomoeda lastreada em dólar do mundo anuncia parceria com Apple Pay para melhorar o setor de pagamentos
Apple Pay facilita pagamentos com o celular e irá integrar criptomoedas (Justin Sullivan/Getty Images)
Apple Pay facilita pagamentos com o celular e irá integrar criptomoedas (Justin Sullivan/Getty Images)
M
Mariana Maria Silva

Publicado em 16/11/2022 às 13:32.

Última atualização em 16/11/2022 às 14:54.

Nesta quarta-feira, 16, Circle, empresa por trás da segunda maior stablecoin do mundo, anunciou a integração de sua solução de pagamentos com o Apple Pay, serviço de pagamentos com o celular disponibilizado pela Apple. Desta forma, usuários poderão utilizar USDC para pagamentos e até mesmo comprar criptomoedas em corretoras.

“Temos o prazer de anunciar que as empresas qualificadas que criam com o Circle agora podem ajudar a aumentar ainda mais suas vendas aceitando o Apple Pay - uma maneira fácil, segura e privada de pagar”, diz o anúncio da Circle.

Stablecoins são criptomoedas de valor estável que podem acompanhar o preço de uma série de ativos, como o dólar e o ouro. A USDC acompanha o valor do dólar norte-americano e já é a segunda colocada em valor de mercado no setor, atrás apenas da USDT, também lastreada em dólar.

(Mynt/Divulgação)

Segundo o anúncio da Circle, os clientes poderão finalizar suas compras rapidamente usando os dispositivos da Apple que carregam todos os dias, como o iPhone. Não será necessário criar uma conta ou preencher formulários para realizar pagamentos em corretoras, marketplaces de NFTs, jogos, entre outros.

“Isso pode ser especialmente poderoso para empresas nativas de cripto, pois pode ajudá-los a criar conexões mais fortes com clientes que desejam pagar usando métodos mais tradicionais e até permitir que comprem cripto com o Apple Pay em sua corretora preferida”, explicou o comunicado.

“Na verdade, a solução de pagamentos da Apple Pay e da Circle permite que empresas nativas de criptomoedas aceitem pagamentos de clientes que não usam criptomoedas. Marketplaces de NFTs, jogos em blockchain, corretoras, carteiras cripto e provedores de remessas internacionais podem ajudar seus negócios a crescer facilitando o pagamento com Apple Pay e Circle”, acrescentou.

Para fazer a ativação do serviço no Apple Pay é preciso realizar algumas etapas, segundo a Circle.

“Primeiro, as empresas qualificadas podem abrir uma conta gratuita do Circle e criar uma conta de desenvolvedor da Apple. Em seguida, você pode se conectar à solução de pagamentos da Circle por meio de fácil integração de API e começar a testar o Apple Pay e outros métodos de pagamento em nosso sandbox”.

Além da integração com o Apple Pay, a Circle afirmou que haverão novidades quando o assunto é a expansão dos serviços envolvendo stablecoins.

“Este é apenas um passo em nossa missão contínua de aproximar ainda mais os mundos dos pagamentos tradicionais e nativos digitais. Tudo foi projetado para ajudar as empresas a aproveitar os benefícios do USDC e se conectar com os clientes, não importa como eles escolham pagar”, disse o comunicado.

Durante o evento Converge22, a empresa também anunciou serviços que permitirão que fornecedores aceitem pagamentos em criptomoedas como bitcoin e ether, juntamente com ainda mais recursos para reduzir o atrito no caixa e melhorar a experiência de pagamento.

Até quando você vai deixar de investir em crypto? Abra sua conta na Mynt e explore novas formas de investir sem medo. Clique aqui para desbloquear seu mundo crypto.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok