Future of Money

Bitcoin supera Amex em volume de transações em 2021, aponta relatório

Criptomoeda alcançou a marca de US$ 3 trilhões movimentados ao longo de 2021, mais do que o triplo do ano anterior; volume da Amex foi de US$ 1,28 trilhão

A Amex reportou um volume de transação de 1,28 trilhão de dólares, 25% mais do que em 2020, mas mesmo assim acabou superada pelo bitcoin (adamdodd/Getty Images)

A Amex reportou um volume de transação de 1,28 trilhão de dólares, 25% mais do que em 2020, mas mesmo assim acabou superada pelo bitcoin (adamdodd/Getty Images)

Segundo dados da NYDIG, empresa de investimentos em criptoativos que é subsidiária da Sonte Ridge Asset Management, o bitcoin superou a American Express em volume de transações no ano de 2021. A criptomoeda movimentou mais de 3 trilhões de dólares, segundo a empresa, mais que o triplo do volume do ano anterior.

“O bitcoin pulou para a terceira posição no nosso ranking, através de um significativo aumento nos volumes transação”, aponta o relatório que coloca o bitcoin atrás somente das bandeiras Visa e Mastercard na métrica em questão - a primeira movimentou 13,5 trilhões de dólares e a segunda, 7,7 trilhões. “Esse crescimento no volume [de transações], apesar de não ser igual todos os anos, cresceu em ritmo frenético quando olhamos para taxas de crescimento de cinco anos”, completou a NYDIG.

A Amex reportou um volume de transação de 1,28 trilhão de dólares no ano passado, registrando um aumento de quase 25% em comparação com 2020, mas o movimento foi eclipsado pelo bitcoin, que praticamente dobra seu volume de transação a cada ano, embora não de forma constante. Para efeitos de comparação, apenas seis anos atrás o volume reportado de negociações em bitcoin foi de 97 bilhões de dólares, apenas 3,2% do número mais recente.

A Visa, campeã em volumes de transação, também colabora para as movimentações com bitcoin, já que, através de parcerias com empresas do universo cripto e blockchain, a empresa permite o uso de cartões vinculados a contas em criptomoedas. Segundo dados da empresa, apenas no último trimestre fiscal de 2021, foram movimentados 2,5 bilhões de dólares em criptomoedas com cartões Visa, o equivalente a 70% do total de transações da empresa com ativos digitais ao longo do ano.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok

Acompanhe tudo sobre:American ExpressBitcoinBlockchainCriptoativosCriptomoedasInflaçãoMasterCardVisa

Mais de Future of Money

SEC autoriza lançamento de primeiros ETFs de Ethereum nos EUA

Investidores do bitcoin ainda não precificaram possível vitória de Trump, diz gestora

Bitcoin bate máxima histórica de preço em relação ao real, mesmo sem recorde em dólar

Bolsa de Chicago divulga data de estreia de ETFs de Ethereum nos EUA

Mais na Exame