Banco Central da Jamaica emite as primeiras CBDCs do país

Governo jamaicano busca promover a inclusão financeira e vê transformação digital como parte vital de recuperação econômica pós covid-19
Projeto piloto deveria ter lançado em maio, mas atrasou por razões não especificadas (Coindesk/Reprodução)
Projeto piloto deveria ter lançado em maio, mas atrasou por razões não especificadas (Coindesk/Reprodução)
C
CoindeskPublicado em 11/08/2021 às 17:30.

No início desta semana, o Banco da Jamaica - banco central do país caribenho - anunciou a emissão das primeiras unidades da sua CBDC (sigla em inglês para "moeda digital de banco central").

  • Um total de 230 milhões de dólares jamaicanos, ou aproximadamente 1,5 milhão de dólares americanos, será emitido em CBDCs para instituições de depósito e provedoras de serviços de pagamento autorizadas, como parte de um projeto piloto que vai até dezembro.
  • Em uma cerimônia, o ministro da Fazenda da Jamaica, Dr. Nigel Clarke, prometeu que até o final deste ano fiscal entrará em vigência uma emenda legislativa para acompanhar a CBDC do país.
  • O banco havia planejado iniciar o projeto piloto em maio, mas houve um atraso sem razões especificadas. A Jamaica esteve trabalhando no desenvolvimento de uma CBDC desde o começo de 2020.
  • O Banco da Jamaica obteve ajuda da empresa de tecnologia irlandesa eCurrency Mint para o projeto.
  • O governo jamaicano vê a acelerada transição para uma sociedade e economia digitais como parte vital de uma recuperação econômica após a pandemia de covid-19.
  • O governo anunciou que benefícios antecipados da CBDC seriam o aumento na inclusão financeira, já que as moedas digitais iriam promover meios alternativos de pagamento mais acessíveis, e para as instituições de depósito, a oportunidade de melhorar os custos e processos de gestão financeira.

    Invista em bitcoin com apoio dos assessores do maior banco de investimentos da América Latina

    Texto traduzido e republicado com autorização da Coindesk