Future of Money

Adoção do Yuan Digital na China enfrenta dificuldades apesar de esforços do governo

Governo chinês realizou teste com pagamento de salário de funcionários públicos pela CBDC, mas o resultado ficou aquém do esperado

A China está testando CBDC própria, o Yuan Digital (Bloomberg/Bloomberg)

A China está testando CBDC própria, o Yuan Digital (Bloomberg/Bloomberg)

João Pedro Malar
João Pedro Malar

Repórter do Future of Money

Publicado em 13 de maio de 2024 às 16h40.

Última atualização em 13 de maio de 2024 às 16h53.

O esforço do governo da China para incentivar a adoção e o uso do chamado Yuan Digital ainda está dando poucos resultados, de acordo com o jornal South China Morning Post. O Yuan Digital é a versão chinesa de uma moeda digital de banco central (CBDC, na sigla em inglês).

O projeto está atualmente na fase de testes, com o governo avaliando a resposta de alguns grupos selecionados da população chinesa à versão digital da moeda do país. Entretanto, apesar dessas iniciativas terem começado há alguns meses, o uso da CBDC ainda não decolou.

Um desses grupos é o de funcionários públicos do próprio governo chinês. De acordo com o jornal, um grupo foi selecionado para receber pela primeira vez os seus salários em Yuan Digital, que é enviado para a conta bancária de cada funcionário e pode ser gasto como o dinheiro tradicional.

Entretanto, os relatos obtidos pelo South China Morning Post apontam um descontentamento com o projeto. Um dos funcionários disse que prefere "não manter o dinheiro no aplicativo do Yuan Digital porque não há nenhum juro se eu deixar ele lá. Também não há muitos lugares, online ou offline, em que eu posso usar o e-yuan".

Os testes na China com o Yuan Digital, também conhecido como e-yuan ou e-CNY, tiveram início em 2019. Até o momento, porém, ainda não há uma previsão de quando a CBDC chinesa será lançada para toda a população. O projeto tem foco de uso no varejo, ou seja, para transações menores e no dia a dia.

  • Uma nova era da economia digital está acontecendo bem diante dos seus olhos. Não perca tempo nem fique para trás: abra sua conta na Mynt e invista com o apoio de especialistas e com curadoria dos melhores criptoativos para você investir.  

CBDCs ao redor do mundo

Ainda de acordo com o South China Morning Post, a baixa adesão à versão digital da moeda chinesa está ligada a uma preferência da população a outros meios de pagamento online, com destaque para as ferramentas Alipay e WeChat Pay, ambas oferecidas pelo setor privado.

O desafio enfrentado pela China indica que o lançamento e expansão das CBDCs ao redor do mundo poderá ter suas dificuldades, mesmo com um interesse crescente entre países. Atualmente, poucos países possuem CBDCs em funcionamento e disponíveis ao público, com a maior sendo a e-Naira, na Nigéria.

Já no caso do Brasil, a CBDC do país ganhou o nome de Drex. No momento, ela passa por uma fase de testes com uma versão piloto, sem acesso para o público. A expectativa do Banco Central é que ela seja lançada de forma escalonada, com previsão inicial para 2025.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:ChinaDrex (Real Digital)

Mais de Future of Money

Como um DJ famoso ganhou (e perdeu) milhões de dólares com NFTs

Após ETFs, o que vai ser do ether em junho? Especialista revela 3 previsões

Dado mostra economia dos EUA ainda aquecida: o que isso significa para o bitcoin e as criptomoedas?

Criador da Ethereum critica criptomoedas meme de celebridades

Mais na Exame