Esporte

Schumacher: acidente do ex-piloto completa 10 anos e é cercado de mistérios

Família do piloto mantém extremo sigilo sobre qualquer informação sobre o seu estado de saúde

Ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher (Mark Thompson/Getty Images)

Ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher (Mark Thompson/Getty Images)

Mateus Omena
Mateus Omena

Repórter da Home

Publicado em 29 de dezembro de 2023 às 11h55.

Última atualização em 23 de maio de 2024 às 10h12.

Em 29 de dezembro de 2013, o universo da Fórmula 1 foi impactado pelo grave acidente de esqui sofrido pelo heptacampeão Michael Schumacher em Méribel, na França.

Dez anos se passaram desde então, e o estado de saúde do alemão continua sendo um assunto guardado com extremo sigilo pela família, que mantém firme seu compromisso com a privacidade do ex-piloto.

Entre 2000 a 2004, Schumacher deixou sua marca na história da Ferrari, conquistando cinco títulos consecutivos na elite do automobilismo e se tornando o primeiro heptacampeão mundial.

A última atualização sobre a condição de Schumacher remonta a setembro de 2019, quando ele foi hospitalizado em Paris para um suposto tratamento com células-tronco. No mês seguinte, o cirurgião de Schumacher negou a realização desse tratamento. Em outubro do mesmo ano, o advogado da família, ao falar à Legal Tribune Online, explicou a ausência de um "relatório final" sobre o estado de saúde do heptacampeão, afirmando que qualquer comunicado não seria suficiente para satisfazer a curiosidade do público.

Por outro lado, em abril deste ano, a revista alemã "Die Aktuelle" causou indignação pública ao divulgar uma entrevista falsa atribuída ao heptacampeão - a conversa era supostamente com Schumacher, mas foi gerada por meio de inteligência artificial. Após a repercussão, a revista emitiu um pedido de desculpas e demitiu a editora responsável; a família confirmou estar considerando medidas legais contra a publicação.

Como ocorreu o acidente de Schumacher?

Em dezembro de 2013, Michael Schumacher estava com o filho Mick, em Méribel, uma estação de esqui na França. O piloto alemão, então com 44 anos, estava numa área não autorizada quando caiu e bateu a cabeça numa pedra.

Quatro meses depois, depois de um longo tratamento, ele saiu gradualmente do estado de coma. Em junho de 2014, Schumacher foi transferido do hospital de Grenoble, na França, para o hospital de Lausanne, na Suíça. Meses depois, ele foi enviado para sua casa, na comuna de Gland. De acordo com o jornal inglês "The Telegraph", jo piloto estava numa cadeira de rodas e com problemas de memória.

Qual é o estado de saúde de Schumacher?

Em maio de 2015, Sabine Kehm, empresária e porta-voz de Schumacher, afirmou à imprensa que ele tinha apresentado pequenas melhoras, apesar da gravidade do acidente sofrido. No ano seguinte, Felix Dahm, advogado de Schumacher, declarou numa sessão em tribunal que o piloto não consegue caminhar.

Já em setembro de 2019, Schumacher deu entrada em um hospital em Paris, na França, para tratamento cardiovascular, segundo o jornal local "Le Parisien". O procedimento foi realizado pelo cirurgião Phillippe Menasché, que considerou a possibilidade do piloto ser submetido a procedimento com células-tronco. Na época, a equipe médica declarou que ele estava “consciente”.

Desde então, não foram divulgadas informações oficiais sobre o estado de saúde do ex-piloto. Todas as atualizações disponíveis provêm de entrevistas concedidas por poucas pessoas autorizadas a visitar Michael Schumacher.  A família reitera que ele se recupera hoje em sua mansão em Lake Geneva, na Suíça.

"Sinto falta do meu Michael daquela época. A vida às vezes é injusta. Michael teve sorte muitas vezes na vida, mas então esse acidente trágico aconteceu. Felizmente, opções modernas da medicina permitiram que fizéssemos algumas coisas, mas nada é como era antes", declarou Ralf Schumacher, irmão de Michael, em dezembro de 2023.

Quanto custa o tratamento de Michael Schumacher?

Em 2015, a família de Michael Schumacher já havia gastado mais de 10 milhões de libras, ou R$ 43,6 milhões, em tratamentos desde que a lenda do automobilismo sofreu o grave acidente.

Carreira de Schumacher

Atualmente, Michael Schumacher tem 54 anos de idade. Sua notável carreira na Fórmula 1 foi marcada por dois períodos distintos: de 1991 a 2006 e de 2010 a 2012. O piloto alemão passou por equipes renomadas, incluindo Jordan (1991), Benetton (1991-1995), Ferrari (1996-2006) e Mercedes (2010-2012). Durante sua carreira, ele conquistou sete títulos mundiais: em 1994, 1995, 2000, 2001, 2002, 2003 e 2004.

Michael Schumacher é casado com Corinna Schumacher desde 1995. O casal tem dois filhos: Gina-Maria e Mick Schumacher. Gina-Maria participa de competições de hipismo nos Estados Unidos, enquanto Mick seguiu os passos do pai e se tornou piloto de automobilismo. Mick teve passagem pela Fórmula 1 entre 2021 e 2022 e está programado para competir no Mundial de Endurance em 2024.

Acompanhe tudo sobre:Fórmula 1

Mais de Esporte

Bahia x Fortaleza: onde assistir e horário pelo Brasileirão

Palmeiras x Vasco: onde assistir e horário pelo Brasileirão

Internacional x São Paulo: onde assistir e horário pelo Brasileirão

Flamengo x Grêmio: onde assistir e horário pelo Brasileirão

Mais na Exame