Esporte

Morre Gil de Ferran, grande nome do automobilismo brasileiro, aos 56 anos

Bicampeão da Fórmula Indy e vencedor das 500 Milhas de Indianápolis, o ex-piloto foi vítima de uma parada cardíaca

Desde 2018, o brasileiro trabalhava na McLaren, na Fórmula 1. Ele chegou a ser diretor esportivo da escuderia e, em 2023, atuava como consultor (Reprodução: redes sociais)

Desde 2018, o brasileiro trabalhava na McLaren, na Fórmula 1. Ele chegou a ser diretor esportivo da escuderia e, em 2023, atuava como consultor (Reprodução: redes sociais)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 30 de dezembro de 2023 às 10h46.

Morreu nesta sexta-feira, aos 56 anos, Gil de Ferran, lenda do automobilismo brasileiro. Bicampeão da Fórmula Indy (à época com nome de Cart), em 2000 e 2001, e vencedor das 500 Milhas de Indianápolis de 2003, o ex-piloto foi vítima de uma parada cardíaca.

Os problemas de Gil começaram entre 14h e 15h da Flórida (entre 17h e 18h do horário de Brasília). Gil estava no estado americano guiando um carro no Concours Club, uma pista privada que fica a 25 minutos do centro de Miami. Ele estava acompanhado do filho Luc e do amigo e piloto de GT, Ozz Negri.

Ao todo, o brasileiro acumulou 12 vitórias e 21 poles na Cart/Indy, onde correu por nove temporadas (de 1995 a 2003). O auge da sua carreira foi na reta final, entre 2000 e 2003, quando pilotou pela Penske.

Desde 2018, o brasileiro trabalhava na McLaren, na Fórmula 1. Ele chegou a ser diretor esportivo da escuderia e, em 2023, atuava como consultor.

Acompanhe tudo sobre:McLarenFórmula 1Fórmula Indy

Mais de Esporte

Alemanha x Escócia: onde assistir e horário pela Eurocopa

Jogos de sexta-feira, 14 de junho de 2024, onde assistir ao vivo e horários

UFC Las Vegas 93: onde assistir ao vivo as lutas com Antonio Trocoli e mais cinco brasileiros

NFL no Brasil: ingressos para jogo esgotam em menos de duas horas

Mais na Exame