Esporte

Estádio do Corinthians completa uma década de vida neste sábado; veja números, fatos e curiosidades

Casa do clube paulista e de Copa do Mundo completa 10 anos desde a estreia, marcado por boa média de público, uma relação histórica com o futebol feminino e o alto aproveitamento da equipe masculina

Neo Química Arena: estádio faz 10 anos com somatório de público de 9,5 milhões de torcedores (Mauro Horita/Getty Images)

Neo Química Arena: estádio faz 10 anos com somatório de público de 9,5 milhões de torcedores (Mauro Horita/Getty Images)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 18 de maio de 2024 às 12h12.

No dia 18 de maio de 2014, a Neo Química Arena, chamada de Arena Corinthians na época, estreava o seu gramado para uma partida de futebol. O timão tinha pela frente o Figueirense. Apesar da expectativa por um início com o pé direito na sua nova casa, foi o clube catarinense que roubou a cena e conseguiu uma vitória de 1 a 0. O único gol do jogo foi marcado por Giovanni Augusto.

Apesar da estreia decepcionante, o time do Parque São Jorge virou a primeira página da Arena Corinthians rapidamente, para construir novos capítulos em seu estádio. Antes dos momentos de glória do clube, o estádio seria usado para uma competição de peso: a Copa do Mundo de 2014.

Cássio está oficialmente fora do Corinthians, diz CEO do clube

Copa do Mundo de 2014

A primeira partida do Mundial do Brasil foi entre a seleção da casa e a Croácia, na Neo Química Arena. O primeiro gol da competição foi marcado por um brasileiro, só que contra. Marcelo acabou empurrando a bola para as próprias redes, após boa jogada de Olic pela esquerda.

Apesar de sair atrás no placar, a seleção brasileira conseguiu arrancar a virada e venceu a Croácia vpor 3 a 1. Os gols foram marcados por Neymar (2x) e Oscar. Com o resultado positivo, a equipe comandada por Felipão conseguiu apagar o revés corintiano em estreias na Arena.

Além da estreia, a casa do Corinthians recebeu outras cinco partidas na Copa do Mundo, uma nas oitavas e outra na semifinal. Durante o torneio, a arena estava com uma arquibancada extra — que aumentou a capacidade do estádio para 68 mil torcedores. Com isso, os seus cinco maiores públicos aconteceram durante a o Mundial.

Alto aproveitamento na Arena

Em 2015, o primeiro completo de sua história, a casa do timão passou por seu primeiro ano de glória. Sob comando de Tite, o clube paulista conquistou o Campeonato Brasileiro, com direito a recorde de pontuação — que viria a ser superada quatro anos depois pelo Flamengo de Jorge Jesus.

Dois anos após o primeiro título com a sua nova casa, o Corinthians voltou a conquistar o Brasileiro — em 2017. Além do título nacional, a equipe comandada por Carille também levou o estadual daquela temporada. Dessa maneira, a Neo Química Arena consolidou a parceria de sucesso com o clube, nos anos iniciais.

A partir dali, tudo mudou para o timão. Vindo de uma sequência vencedora, o clube paulista passou a arcar com as consequências de seguidas más gestões. Em 2018 e 2019, até conseguiu levar o tricampeonato consecutivo do estadual. No entanto, os resultados nas competições nacionais já não eram mais os mesmos e o Corinthians não estava mais brigando por títulos desta magnitude.

Nos anos em que era dominante no futebol brasileiro, o clube de São Jorge tinha aproveitamentos impressionantes dentro de sua casa. Com a mudança de fase, o Corinthians seguiu indo bem dentro da Neo Química Arena, mas teve uma iminente queda, em relação aos tempos de glória.

No total, o Corinthians disputou 338 partidas na sua casa — até o momento. Com 196 vitórias, apenas 48 derrotas e 532 gols marcados, o aproveitamento geral é de 67%.

Futebol feminino

O Corinthians vem sendo a grande potência do futebol feminino no país, há alguns anos. Com cinco títulos do Campeonato Brasileiro em seis anos, a equipe comandada por Arthur Elias, hoje treinador da seleção, fez história.

Além do clube, a torcida corintiana também abraçou o projeto vencedor do futebol feminino. Dos cinco maiores públicos da história, o timão possui quatro deles. A disponibilização da Neo Química Arena para os jogos decisivos das "brabas", como são chamadas, apesar de ainda ser pouco, é histórico para a modalidade.

Público na Arena

Desde que estreou, em 2014, a casa do Corinthians vem colecionando ótimos públicos. No total, quase 9,5 milhões de torcedores já compareceram ao estádio em jogos da equipe principal masculina. A média é de 28.000 por partida.

A torcida do timão sempre foi reconhecida por apoiar o time nos bons e maus momentos, e os números da Neo Química Arena são a prova disso. Mesmo nos anos mais recentes, em que o time não entregou resultados em campo, a casa do Corinthians se manteve ocupada em boa parte.

Venda no naming rights

O Corinthians sempre teve dificuldade para pagar as parcelas dos financiamentos de sua casa para a Caixa Econômica. Com o objetivo de acelerar este processo, o clube decidiu vender os Naming Rights da Arena para o grupo Hypera Pharma, em setembro de 2020.

Ficou acordado entre as duas partes, que seriam pagos 300 milhões de reais divididos em 20 parcelas anuais para uma exploração de 20 anos. Ou seja, o timão receberia 15 milhões de reais por temporada. Dessa maneira, o Corinthians autorizou a exploração do nome do estádio, que passou a se chamar "Neo Química Arena".

Acompanhe tudo sobre:Corinthians

Mais de Esporte

Messi pode quebrar novos recordes pela Argentina na Copa América 2024; entenda

Flamengo x Bahia: onde assistir, horário e escalações pelo Brasileirão

Palmeiras x RB Bragantino: onde assistir, horário e escalações pelo Brasileirão

Mais na Exame