Esfera Brasil

Um conteúdo Esfera Brasil

Fortalecer veículos pequenos é parte da solução para ‘desertos’ sem jornalismo no País, diz Google

Líder de programa de aceleração de startups explica razão de empresa investir em iniciativas com foco em pequenos e médios veículos

Desde a primeira edição, o Startups Lab já apoiou mais de 40 startups de jornalismo que continuam prosperando e inovando no cenário brasileiro. (Mateusz Slodkowski/Getty Images)

Desde a primeira edição, o Startups Lab já apoiou mais de 40 startups de jornalismo que continuam prosperando e inovando no cenário brasileiro. (Mateusz Slodkowski/Getty Images)

Esfera Brasil
Esfera Brasil

Plataforma de conteúdo

Publicado em 24 de junho de 2024 às 14h19.

Última atualização em 27 de junho de 2024 às 17h18.

Tudo sobreGoogle
Saiba mais

Ao mesmo tempo em que o modelo de negócio tradicional do jornalismo busca se adaptar ao online, centenas de mídias nativas digitais vêm surgindo na América Latina nas últimas décadas. Esses empreendedores contribuem significativamente na luta contra a desinformação, promovendo um conteúdo ágil sem abrir mão do compromisso com a veracidade e a qualidade da informação.

Quanto menor e mais afastado dos grandes centros urbanos, maior a falta de estrutura e de recursos para exercer o trabalho jornalístico – o que resulta nos chamados desertos de notícias. É nesse contexto que o Google criou diversas iniciativas para se aproximar do jornalismo independente e, consequentemente, combater a desinformação.

A gerente de Relações com a Indústria de Notícias no Google no Brasil, Natália Mazotte,  está à frente do GNI Startups Lab e contou mais sobre o projeto, que chega à quarta edição neste ano.

Esfera Brasil: Quais os principais desafios que as startups de jornalismo enfrentam no Brasil e como o GNI Startups Lab ajuda a superá-los?

Natália Mazotte: São muitos os desafios, como encontrar modelos de negócio sustentáveis, falta de recursos e adaptação às mudanças tecnológicas. O Startups Lab acelera o crescimento das startups, abordando temas como aquisição e engajamento da audiência, desenvolvimento de produto, estruturação do modelo de negócio e estratégia de marketing. Nos últimos seis meses, os participantes da edição de 2023 reportaram um crescimento de 106% nos visitantes de seus portais online, refletindo o trabalho em audiência e produto. Startups com receita cresceram em média 74%, e as que não tinham, conquistaram uma receita recorrente média inicial. Elas saíram do programa com muito mais confiança em seus negócios, o que é gratificante de acompanhar.

Que resultados concretos o GNI Startups Lab já alcançou?"

Desde a primeira edição, o Startups Lab já apoiou mais de 40 startups de jornalismo que continuam prosperando e inovando no cenário brasileiro. Entre os resultados, podemos destacar o lançamento de novos produtos e serviços jornalísticos, o aumento da audiência e o crescimento da receita das startups participantes. Também documentamos a edição de 2023 em um relatório, que foi resumido no blog do Google recentemente. Além dos números, que são muito animadores, também compartilhamos relatos dos participantes. Tem sido uma jornada bastante recompensadora.

Além da frente de programas, quais são as outras iniciativas que estão sendo desenvolvidas pela Google News Initiative no Brasil especificamente para fortalecer o jornalismo local?

Olhamos para o ecossistema de notícias como um todo e atuamos em diversas frentes. Na frente de produtos, oferecemos tecnologia para agilizar o trabalho das redações, como o Pinpoint, que ajuda jornalistas a analisar documentos, transcrever áudio e vídeo e organizar informações. Na frente de treinamentos, o objetivo é desenvolver e fortalecer as habilidades dos jornalistas. E também temos uma frente de fundos para investir em projetos inovadores, como o Codesinfo, que beneficiou organizações jornalísticas para desenvolverem soluções focadas em combater a desinformação. Esses foram apenas alguns exemplos de cada frente. Esses foram apenas alguns exemplos de cada frente, mas é possível conhecer outros através do site oficial da GNI.

A desinformação é um desafio crescente no ambiente digital. Além do Codesinfo, que você citou aqui, de que maneira o Google está colaborando com veículos de comunicação para combater fake news?

A educação midiática é fundamental. A GNI, em parceria com o Instituto Palavra Aberta, criou o EducaMídia, um programa para capacitar professores e engajar a sociedade na educação midiática dos jovens. Lançamos o Craques da Busca, um treinamento para usar a ferramenta de pesquisa do Google de forma consciente. Além disso, o Brasil conta com iniciativas de checagem de fatos que são excepcionais, como o Comprova, um projeto colaborativo entre veículos de mídia que apoiamos desde 2018 e que verifica informações durante períodos eleitorais e críticos do País.

Acompanhe tudo sobre:GoogleInteligência artificial

Mais de Esfera Brasil

Dólar valorizou mais de 15% frente ao real no primeiro semestre; saiba por quê

Petrobras realiza voo no litoral do RJ com aeronave remotamente pilotada

Como a reforma tributária pode influenciar o preço dos medicamentos

MP autoriza mais R$ 2 bilhões em crédito extraordinário para recuperação do Rio Grande do Sul

Mais na Exame