• AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
  • AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
Abra sua conta no BTG

Senado pode voltar a discutir inclusão de Estados na reforma, diz Flávio

Flávio Bolsonaro afirmou que a inclusão de Estados e municípios na reforma da Previdência deve enfrentar menos resistência no Senado
Flávio: o texto da reforma será encaminhado ao Senado após a segunda aprovação na Câmara (Bloomberg/Andre Coelho)
Flávio: o texto da reforma será encaminhado ao Senado após a segunda aprovação na Câmara (Bloomberg/Andre Coelho)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 15/07/2019 14:16 | Última atualização em 15/07/2019 14:17Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Brasília — O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) admitiu nesta segunda-feira, 15, que o Senado Federal pode voltar a discutir a inclusão de Estados e municípios na proposta de reforma da Previdência no segundo semestre, quando o texto deve chegar à Casa. Ele afirmou que o "mesmo raciocínio" adotado pelos deputados federais será incorporado pelos senadores em relação ao tema. "Se isso for uma condicionante para o pessoal votar e tiver de ficar de fora (Estados e municípios) mesmo raciocínio da Câmara: melhor alguma coisa do que arriscar a Previdência toda", afirmou.

De acordo com o senador, os colegas estão interessados em discutir o tema na Casa. "(Estão) Receptivos, até porque são ex-governadores, ex-presidentes já sabem como é que funciona quando o calo aperta, né? Acho que um clima mais ameno em relação a isso, de menor resistência", afirmou.

Ele lembrou que, caso alguma mudança seja feita no texto no Senado, a proposta deve retornar à Câmara. "Vamos ver como vão apresentar as emendas, aí a gente vai se posicionar. Mas a ideia é defender a proposta sempre a mais próxima da original possível que foi enviada pelo Paulo Guedes."

O senador falou com jornalistas enquanto atravessava a rua, deixando o edifício do Senado em direção ao Palácio do Planalto. Flávio tem uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro e o ex-piloto da Fórmula 1 Nelson Piquet para tratar da etapa do circuito mundial de Fórmula E, de carros elétricos, no Rio de Janeiro. A intenção é fazer corrida de rua ainda este ano em Copacabana (RJ).