Reforma da saúde reduz déficit dos EUA em US$132 bi--comissão

WASHINGTON (Reuters) - A reforma do sistema de saúde que tramita no Senado norte-americano reduziria o déficit federal em 132 bilhões de dólares ao longo de 10 anos, afirmou neste sábado uma comissão apartidária.

O Gabinete Orçamentário do Congresso (CBO, na sigla em inglês) também afirmou que o projeto teria um custo de cobertura de 871 bilhões de dólares ao longo de 10 anos.

As duas cifras atendem à meta do presidente norte-americano, Barack Obama, de reduzir o déficit e de ter um custo total de cerca de 900 bilhões de dólares ao longo de 10 anos. O sinal verde da comissão pode ajudar na aprovação da proposta no Senado.

(Reportagem de John Whitesides)

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.