• AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 14,02 -0.85
  • AERI3 R$ 3,64 -1.62
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 19,01 -0.47
  • ALUP11 R$ 26,80 0.75
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 30,05 -1.60
  • AMER3 R$ 23,47 1.65
  • AMZO34 R$ 66,64 -0.42
  • ANIM3 R$ 5,45 -1.09
  • ARZZ3 R$ 81,36 0.20
  • ASAI3 R$ 15,96 3.30
  • AZUL4 R$ 21,10 -0.66
  • B3SA3 R$ 12,04 1.95
  • BBAS3 R$ 37,00 3.64
  • AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 14,02 -0.85
  • AERI3 R$ 3,64 -1.62
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 19,01 -0.47
  • ALUP11 R$ 26,80 0.75
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 30,05 -1.60
  • AMER3 R$ 23,47 1.65
  • AMZO34 R$ 66,64 -0.42
  • ANIM3 R$ 5,45 -1.09
  • ARZZ3 R$ 81,36 0.20
  • ASAI3 R$ 15,96 3.30
  • AZUL4 R$ 21,10 -0.66
  • B3SA3 R$ 12,04 1.95
  • BBAS3 R$ 37,00 3.64
Abra sua conta no BTG

Produção industrial sobe 0,3% em março, mas segue abaixo do pré-pandemia

Setor acumula retração de 4,5% nos três primeiros meses deste ano, na comparação com igual período de 2021
Produção industrial: André Macedo, gerente da pesquisa, explica que o comportamento positivo entre fevereiro (0,7%) e março (0,3) não foram suficientes para compensar a perda de 2% que a indústria amargou em janeiro (Getty Images/FG Trade)
Produção industrial: André Macedo, gerente da pesquisa, explica que o comportamento positivo entre fevereiro (0,7%) e março (0,3) não foram suficientes para compensar a perda de 2% que a indústria amargou em janeiro (Getty Images/FG Trade)
Por Agência O GloboPublicado em 03/05/2022 10:19 | Última atualização em 03/05/2022 10:19Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A produção industrial brasileira avançou 0,3% na passagem de fevereiro para março. Na comparação com o primeiro trimestre de 2021, o setor acumula queda de 4,5%.

Com o resultado, a indústria se encontra agora mais distante do patamar pré-pandemia, estando 2,1% abaixo do nível de fevereiro de 2020. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal (PIM) e foram divulgados nesta terça-feira pelo IBGE.

O resultado veio ligeiramente acima do esperado. Analistas ouvidos pela Reuters esperavam alta de 0,1% para a indústria no mês.

LEIA TAMBÉM: Prévia do PIB: IBC-Br sobe 0,34% em fevereiro, mas fica abaixo do esperado

André Macedo, gerente da pesquisa, explica que o comportamento positivo entre fevereiro (0,7%) e março (0,3) não foram suficientes para compensar a perda de 2% que a indústria amargou em janeiro. Isso porque os fatores que dificultam uma retomada da indústria ainda permanecem, diz:  Questões complicadoras na oferta, que é algo mais global, afetado pelo mercado internacional, e na demanda doméstica — exemplifica.

De acordo com Macedo, as plantas industriais ainda percebem o aumento do custo de produção e refletem a escassez de algumas matérias-primas. "Além disso, a inflação vem diminuindo a renda disponível e os juros sobem e encarecem o crédito. Também o mercado do trabalho, que apresenta alguma melhora, ainda mostra índices como uma massa de rendimentos que não avança".

LEIA TAMBÉM: Carros mais baratos? Veja os produtos que terão redução de imposto em maio

Perspectivas para a industria

A indústria vem sofrendo com a desorganização das cadeias produtivas desde o início da pandemia, que levou à falta de componentes e ao encarecimento das matérias-primas usadas pelas fábricas.

Além dos problemas de oferta, a demanda por produtos industriais tem sido freada pelo desemprego ainda elevado e queda do rendimento dos trabalhadores. Isso é agravado pelo aumento da inflação, que corrói a renda das famílias e impacta o consumo.

Após oito quedas consecutivas, o Índice de Confiança da Indústria (ICI) do FGV IBRE subiu 2,4 pontos em abril, para 97,4 pontos.

"A alta da confiança industrial em abril pode ser interpretada como um movimento no sentido da normalização das atividades no setor", comentou  Aloisio Campelo Jr., economista do FGV IBRE, durante a divulgação.

LEIA TAMBÉM: