Preços globais de alimentos caem em abril pelo 3º mês consecutivo

Índice de preços de alimentos da FAO atingiu 168 pontos, queda de 1,8 por cento ante março

Roma - Os preços globais de alimentos caíram pelo terceiro mês consecutivo em abril, com recuo de todas as commodities agrícolas exceto carnes, disse a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) nesta quinta-feira.

O índice de preços de alimentos da FAO tem registrado queda nos últimos cinco anos, devido à grande oferta, à desaceleração da economia global e ao dólar mais forte.

O índice mede mensalmente as mudanças em uma cesta de produtos, incluindo cereais, oleaginosas, laticínios e açúcar.

Em abril, o índice atingiu 168 pontos, queda de 1,8 por cento ante março.

Os preços da carne suína foram impulsionados por forte demanda na União Europeia e por maiores vendas na China e na Coreia do Sul, enquanto a demanda sazonal elevou os custos da carne ovina.

O açúcar puxou o declínio de todas as outras commodities agrícolas, com recuo de 9,1 por cento devido à expectativa de grande oferta no Brasil em meio a uma demanda fraca por importações ao redor do mundo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.