PF pede informações sobre navios-sonda no Golfo do México

O presidente da Petrobras deverá esclarecer termos das contratações de navios-sonda no Golfo, que é um dos pontos centrais das acusações contra Nestor Cerveró

São Paulo - A Polícia Federal pediu ao presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, cópia de todos os contratos e aditivos de navios-sonda afretados ou de titularidade da estatal petrolífera junto ao Golfo do México desde 2007. O requerimento, número 3220/2015, do dia 4 de junho, foi feito no âmbito de um inquérito específico sobre sondas da Petrobrás.

A investigação é conduzida pelo delegado Eduardo Mauat da Silva, que integra a força-tarefa da Operação Lava Jato.

A Petrobras é reconhecida pela Justiça Federal como vítima do cartel de empreiteiras que se apossou de contratos bilionários da estatal, nas Diretorias de Serviços, controlada pelo PT; Internacional, do PMDB; e Abastecimento, do PP.

A contratação de navios-sonda para águas profundas no Golfo e na África é o ponto central da principal acusação que pesa contra o ex-diretor de Internacional da estatal, Nestor Cerveró, preso desde janeiro de 2015 sob suspeita de ter recebido naquele negócio propinas de US$ 30 milhões, juntamente com o lobista Fernando Falcão Soares, o Fernando Baiano.

Apontado como operador do PMDB na Petrobras, Fernando Baiano também está preso em Curitiba, base da Lava Jato.

Há duas semanas, Cerveró foi condenado a cinco anos de prisão por lavagem de dinheiro na compra de apartamento avaliado em R$ 7,5 milhões em Ipanema, Rio. No ofício endereçado a Bendine, a PF faz algumas indagações.

"Quais navios operaram ou atualmente estão operando neste local? (Golfo do México)?"

"Como é feita a medição/controle do serviço prestado por cada embarcação? Como é feito o controle do deslocamento das mesmas?"

"Como é calculado o valor do afretamento? O que já foi pago até a presente data por conta de cada embarcação (discriminar mês a mês)."

"Quem são os responsáveis pelo controle e cálculo do valor a ser pago aos titulares das embarcações?"

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.