Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

Nível de estoques do varejo tem ligeira alta de 0,2% em março

Segundo a FecomercioSP, na comparação com março do ano passado, o indicador cresceu 5,4%

Modo escuro

Segundo a FecomercioSP, o resultado do setor em março pode ser considerado estável frente a fevereiro (bugphai/Thinkstock/Thinkstock)

Segundo a FecomercioSP, o resultado do setor em março pode ser considerado estável frente a fevereiro (bugphai/Thinkstock/Thinkstock)

E
Estadão Conteúdo

Publicado em 25 de março de 2019, 13h02.

São Paulo — O nível de estoques do comércio varejista paulistano teve ligeira alta de 0,2% em março, segundo dados da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) obtidos com exclusividade pelo Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado. O Índice de Estoques (IE) subiu de 119,2 pontos em fevereiro para 119,5 pontos este mês.

O levantamento da FecomercioSP capta a percepção dos varejistas sobre o volume de mercadorias estocadas nas lojas, numa escala de zero (inadequação total) a 200 pontos (adequação total). A marca dos cem pontos é o limite entre inadequação e adequação.

Na comparação com março do ano passado, o indicador cresceu 5,4%. No entanto, a maioria dos empresários, 59,5% deles, avalia seus estoques como em patamar adequado, 0,1 ponto porcentual a mais em relação ao mês anterior. A média histórica do período pré-crise econômica é de 60%.

Segundo a FecomercioSP, o resultado de março pode ser considerado estável frente a fevereiro. "A Federação reforça que estoques excedentes podem ser mais custosos aos empresários do que os inadequados abaixo.

Apesar da logística brasileira estar longe do ideal, é possível acelerar os pedidos para reposição dos produtos, caso aumente a demanda. A recomendação da Entidade é que os comerciantes se mantenham cuidadosos nos pedidos junto aos fornecedores", observou a FecomercioSP, em nota oficial.

A proporção dos empresários que declararam ter excesso de mercadorias aumentou de 26,9% em fevereiro para 27,4% em março, avanço de 0,5 ponto porcentual. A fatia dos que consideram os estoques baixos diminuiu de 13,3% em fevereiro para 12,7% em março, queda 0,7 ponto porcentual.

O Índice de Estoques (IE) é apurado mensalmente pela FecomercioSP com dados de cerca de 600 empresários do comércio no município de São Paulo.

Últimas Notícias

ver mais
BC da Rússia decide manter taxa básica de juros em 7,50%, mas diz não descartar elevá-la
Economia

BC da Rússia decide manter taxa básica de juros em 7,50%, mas diz não descartar elevá-la

Há 3 horas
Prefeito do Rio recorre a Lula em busca de uma solução para a queda de passageiros no Galeão
Economia

Prefeito do Rio recorre a Lula em busca de uma solução para a queda de passageiros no Galeão

Há 4 horas
‘Dinheiro esquecido’: mais de R$ 7 bilhões ainda podem ser recebidos por pessoas e empresas
Economia

‘Dinheiro esquecido’: mais de R$ 7 bilhões ainda podem ser recebidos por pessoas e empresas

Há um dia
Cade suspende processo de cartel na Petrobras após decisão judicial do TRF-1
Economia

Cade suspende processo de cartel na Petrobras após decisão judicial do TRF-1

Há um dia
icon

Branded contents

ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais