Exportação de minério de ferro recua 20% com chuvas

O total vendido nos 31 primeiros dias do ano atingiu 18,1 milhões de toneladas, enquanto em dezembro passado as vendas foram de 34 milhões de toneladas

Rio de Janeiro - Com forte impacto das chuvas, as exportações de minério de ferro do País recuaram 20 por cento em janeiro em relação ao mesmo mês de 2011, mostram dados da balança comercial divulgados nesta quarta-feira. O total vendido nos 31 primeiros dias do ano atingiu 18,1 milhões de toneladas, enquanto em dezembro passado as vendas foram de 34 milhões de toneladas, revelam os dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

Em relação ao mês imediatamente anterior, as exportações de minério de ferro despencaram 46,5 por cento frente ao volume vendido no mês a nterior, em dezembro de 2011. Janeiro é um mês em que a produção de minério costuma recuar por causa do clima desfavorável. Mas no último mês as vendas diminuíram ainda mais por causa das chuvas fortes, principalmente em Minas Gerais, estado que responde por cerca de dois terços da produção total do país.

No dia 11 de janeiro, a Vale, maior produtora de minério de ferro do mundo, declarou força maior em uma série de contratos de entrega, pois o mau tempo havia bloqueado o acesso às minas e às ferrovias, e impedido os trabalhadores de sair de casa. Apenas no dia 23 de janeiro a declaração de força maior foi suspensa pela companhia. O clima prejudicou o embarque de pelo menos 2 milhões de toneladas de minério da Vale. Outras mineradoras, como MMX e CSN, também relataram que reduziram ritmo por conta das chuvas.

Segundo Tatiana Prazeres, secretária de Comércio Exterior do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC), houve queda nas vendas de minério para a União Européia e para a China. "O minério contribuiu negativamente para as exportações braileiras. Se não fosse, as exportações teriam crescido 7,8 por cento", disse a secretária.

Petróleo

As exportações brasileiras de petróleo em janeiro atingiram 2,19 milhões de toneladas, volume 9,5 por cento maior que o total exportado no mesmo mês de 2011, quando as vendas atingiram 2 milhões de toneladas, segundo a Secex. O total é 37,4 por cento menor que o volume exportado no mês de dezembro de 2011, quando atingiu 3,5 milhões de toneladas. (Leila Coimbra, com reportagem adicional de Tiago Pariz; Edição de Sabrina Lorenzi)

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.